Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em jogo para ‘encher Canindé’, Lusa tenta disparar na ponta contra Goiás

Líder isolada da Série B, a Portuguesa vem fazendo campanha quase irretocável na competição. Porém, de acordo com os jogadores, ainda falta um aspecto, além da consolidação da volta à primeira divisão, para fazer dessa campanha algo histórico: a presença da torcida no Canindé. E nesta terça-feira, às 20h30 (de Brasília), contra o Goiás, os atletas querem esse apoio.

O apelo vem sendo feito há algumas rodadas pelos lusitanos, que estão com 50 pontos na tabela de classificação, quatro à frente da Ponte, segunda colocada, mas ganhou força após o duelo do último sábado, contra o Bragantino, no Nabi Abi Chedid. Lá, além dos torcedores locais marcarem presença, os aficionados da capital lotaram o espaço reservado aos visitantes.

Segundo o goleiro Weverton, parte do objetivo traçado pelo grupo antes do início do torneio era ‘resgatar a grandeza’ do clube. ‘Portuguesa é grande, tínhamos que resgatar a grandeza deste clube e é isso que estamos fazendo passo a passo’, afirmou, completando com um pedido aos rubro-verdes.

‘Falta conquistarmos o acesso, que ainda não está definido e vamos lutar para que isso aconteça, e que nosso torcedor encha o Canindé nos nossos jogos. Pedimos isso ao nosso torcedor, venham ao Canindé, vocês fazem a diferença, venham jogar junto conosco’, disparou.

Além do apoio das arquibancadas, o técnico Jorginho poderá contar com o retorno de Ananias e Ferdinando, que cumpriram suspensão na rodada passada. O primeiro deve formar dupla de ataque com Edno, enquanto o segundo compõe o meio-campo ao lado de Guilherme e Marco Antônio. Boquita, por outro lado, levou o terceiro amarelo e fica fora.

Do outro lado, o Esmeraldino chega pressionado pela série de seis jogos sem vitória no torneio. Além disso, a derrota por 1 a 0 contra o Salgueiro, a terceira seguida no Serra Dourada, acendeu o alerta no elenco pela proximidade da zona de rebaixamento. O time tem 30 pontos, contra 27 do rival Vila Nova, o primeiro da degola.

Para a partida com a líder, o time deve ter seis mudanças no total. Machucados, Alan Bahia, Amaral, Carlos Alberto, Gerson e Hugo não jogam. Assim, o garoto Thiago assume a vaga no meio, enquanto Marcinho Guerreiro volta a ser titular. Oziel fica na ala direita e Douglas faz a esquerda. Felipe Amorim assume a armação no lugar do contestado Diniz, e Max Pardalzinho forma dupla de ataque com Iarley.

FICHA TÉCNICA

PORTUGUESA X GOIÁS

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)

Data: 27 de setembro de 2011, terça-feira

Horário: 20h30 (Horário de Brasília)

Árbitro: Célio Amorim (SC)

Assistentes: Nadine Schram C. Bastos e Eberval Lodetti (ambos de SC)

PORTUGUESA: Weverton; Luis Ricardo, Rogério, Mateus e Marcelo Cordeiro; Guilherme, Ferdinando, Marco Antônio e Henrique (Cleiton); Ananias e Edno

Técnico: Jorginho

GOIÁS: Harlei; Rafael Tolói, Ernando e Marcão; Oziel, Marcinho Guerreiro, Thiago, Felipe Amorim e Douglas; Max Pardalzinho e Iarley

Técnico: Ademir Cunha