Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em jogo emocionante, Geovani brilha e CRB vira sobre o Joinville

Neste sábado, em um dos jogos mais emocionantes desta temporada, a estrela de Geovani brilhou, o CRB virou sobre o Joinville e venceu por 4 a 3, após sair perdendo por três gols de diferença, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), pela 12rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Jogando diante de seus torcedores, o CRB partia para cima no primeiro tempo, mas tinha muitos problemas no meio-campo. Já o Joinville era consistente na marcação e eficiente nas rápidas jogadas de contra-ataque. Aos 28 minutos, Lima deu ótimo passe em profundidade para Marcinho, que saiu na cara do gol e mandou a bola para o fundo das redes, inaugurando o marcador.

Logo no minuto seguinte, o Galo respondeu com Thiago Bezerra, que recebeu passe na entrada da área e pegou muito mal na bola. Foi aí que Lima decidiu novamente e castigou o erro adversário: aos 33 minutos, o atacante fez linda jogada pela esquerda e cruzou, milimetricamente, para Tiago Real, que cabeceou firme e ampliou a vantagem do JEC.

Ídolo na Pajuçara, Aloísio Chulapa, no banco de reservas, começou a ter o seu nome clamado pela torcida regatiana, que sentiu o mau momento da equipe. O técnico Roberto Fonseca ignorou o chamado e mandou o atacante Ricardinho para o aquecimento, ganhando uma estrondosa vaia, que se repetiu após o apito, no Rei Pelé.

Já na etapa complementar e com Aloísio Chulapa em campo, o CRB viu a derrota ficar ainda mais evidente logo no primeiro minuto: Tiago Real aproveitou grande falha da defesa do CRB e, com categoria, tocou na saída do goleiro Cristiano para fazer 3 a 0. A resposta do Galo não demorou muito: no lance seguinte, Geovani, em linda cobrança de falta, diminuiu para os mandantes e iniciou uma reação histórica.

Com o gol, a equipe regatiana se animou e passou a dominar o jogo, enquanto os catarinenses apenas se recuavam. Aos 14 minutos, Elsinho recebeu bom passe de Luciano, saiu na cara do gol e chutou forte e cruzado para deixar a desvantagem mínima. Dez minutos depois, Geovani, em mais uma cobrança de falta, deixou tudo igual, em um replay do primeiro tento alagoano.

Encolhendo-se cada vez mais em seu campo defensivo, o Joinville viu a sua larga vantagem cair de vez: a estrela da noite, Geovani, novamente, pegou rebote na grande área e, com facilidade, virou o jogo no Rei Pelé, que viu as vaias do primeiro tempo se transformarem em explosão de felicidade no apito final.

Agora na metade de cima da tabela, o CRB tenta se aproximar do G4 do Nacional no próximo sábado, às 16h20 (de Brasília), quando visita o Vitória, no Estádio do Barradão, em Salvador (BA). Antes, na terça-feira, às 21 horas, o Joinville tenta a reabilitação contra o América-RN, na Arena Joinville, em Joinville (SC).