Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em crise, Flamengo fica só no empate contra o Grêmio

Jogo foi o 7º sem vitórias da equipe carioca. Mesmo assim, time foi aplaudido

O Flamengo fez uma boa exibição e criou várias chances de vitória, mas acabou ficando no empate por 1 a 1 com o Grêmio, em partida disputada na noite deste domingo, no Engenhão. Foi o sétimo jogo sem vitória da equipe rubro-negra, que segue na 16ª posição com 28 pontos ganhos. O Grêmio, que pretendia aproveitar os tropeços de Fluminense e Atlético-MG para subir na tabela, não teve forças para superar o adversário e segue em terceiro lugar com 48 pontos.

O esforço do Flamengo foi reconhecido pela torcida, que, depois de vaiar o time ao final do primeiro tempo, aplaudiu a equipe no final da partida. Marcelo Moreno abriu o marcador para o Grêmio e Adrian, de falta, empatou para a equipe carioca, no dia do reeencontro do técnico Vanderlei Luxemburgo com sua ex-equipe.

Na próxima rodada, o Flamengo vai encarar o Atlético-GO no Serra Dourada . O Grêmio vai encarar o Atlético-MG no Independência.

Empate – O Grêmio começou a partida tentando exercer marcação no campo do adversário, mas foi o Flamengo que chegou com perigo no primeiro minuto. Depois de cruzamento da direita, a bola sobrou para Léo Moura, que chutou rasteiro. Liedson, dentro da área, tocou de calcanhar e quase surpreendeu o goleiro Marcelo Grohe.

O time rubro-negro tentava se aproximar da área gaúcha com passes curtos enquanto o Grêmio procurava, através do meia Zé Roberto, acionar os atacantes Kleber e Marcelo Moreno, que se colocavam atrás dos volantes da equipe carioca.

O Flamengo voltou a ameaçar aos sete minutos quando Léo Moura acionou Wellington Silva, que penetrava livre pela direita. No cruzamento, os zagueiros gaúchos atrapalharam-se e os jogadores da equipe carioca chegaram a pedir a marcação de um pênalti porque a bola teria batido no braço de Souza. O árbitro, no entanto, considerou normal o lance. Logo depois, Wellington Silva arriscou de fora da área e Grohe defendeu sem dificuldade.

Ao onze minutos, em lance de bola parada, Elano bateu de falta da intermediária e Felipe defendeu sem dificuldades. O goleiro do Flamengo voltou a trabalhar aos 16 minutos em chute longo de Marco Antonio, que obrigou o goleiro a se esticar para espalmar para escanteio.

O Grêmio marcou o primeiro gol aos 17 minutos. Elano recebeu nas costas de Ramon e enfiou a bola para Marcelo Moreno, que tocou por cima de Felipe e colocou a bola nas redes.

Sem outra alternativa, o time dirigido por Dorival Júnior partiu para o ataque. Léo Moura, deslocado da lateral para o meio-campo, encontrava dificuldade para se posicionar, mas tentava abrir a defesa adversária em jogadas individuais, sem sucesso. Em vantagem, o Grêmio recuou a marcação para seu campo e deixou apenas Marcelo Moreno e Kleber na frente para tentar se aproveitar dos espaços concedidos pela equipe carioca.

O Flamengo encontrava muita dificuldade para superar a defesa tricolor. O Flamengo continuou com mais posse de bola, mas sem conseguir transformar o domínio em oportunidades de gol. Ao final do primeiro tempo, a torcida carioca vaiou muito os jogadores na saída de campo.

Segundo tempo – O Flamengo voltou para o segundo tempo com o meia Adrian no lugar do volante Luiz Antonio. A torcida rubro-negra tentou motivar o time, voltando a gritar na arquibancada. O time respondeu ao incentivo, mostrando mais disposição nas divididas e pressionando em busca do gol de empate. Aos oito minutos, após uma boa troca de passes, a bola circulou pela área gaúcha sem que nenhum jogador do Flamengo tenha tentado definir o lance, e a bola acabou nas mãos do goleiro. Dois minutos depois, Wellington Silva partiu da lateral para o meio e bateu, mas a bola desviou na zaga e saiu. No lance seguinte, após dividida na entrada da área, Ibson, caído, levantou a bola para Vagner Love que chutou para fora, desperdiçando ótima oportunidade.

O Flamengo marcou o gol de empate aos 15 minutos, em uma falta marcada quando Ibson foi derrubado na entrada da área. Adrian cobrou com grande categoria no ângulo direito, sem qualquer chance de defesa para Marcelo Grohe. Depois de sofrer o empate, o Grêmio tentou abandonar a postura defensiva e adiantou seus jogadores para escapar da forte pressão da equipe carioca. No entanto, a fraca atuação do atacante Kleber impedia que o time criasse jogadas capazes de incomodar a defesa rubronegra.

Só aos 27 minutos é que o time comandado por Vanderlei Luxemburgo conseguiu criar uma jogada de perigo. Após cobrança de falta, Kleber amorteceu para Elano chutar, mas a bola desviou em González e saiu.

Dorival Júnior trocou o veterano Liedson pelo jovem atacante Nixon para dar mais fôlego ao ataque. Aos 36 minutos, Léo Moura enfiou a bola para Nixon, que entrou em velocidade, mas chutou nas pernas de Marcelo Grohe, que saiu do gol na hora certa. Aos 39 minutos, Botinelli arriscou da entrada da área e assustou o goleiro gremista, mas a bola saiu.

Aos 43 minutos, Vagner Love arrancou pela direita e lançou Nixon, que tocou na saída de Marcelo Grohe, mas a bola passou pela frente do gol e não apareceu nenhum jogador para empurrá-la para dentro. Já nos acréscimos, o Flamengo teve mais uma oportunidade, mas o goleiro do Grêmio evitou o gol da vitória rubro-negra após confusão na área gaúcha.

(com GazetaPress)