Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em conversa ‘áspera’, Adriano promete mudar e ganha nova chance

Após aproximadamente uma hora de reunião com o atacante Adriano, o presidente em exercício do Corinthians, Roberto de Andrade, informou que o jogador prometeu entrar nos eixos e anunciou que ele vai permanecer no clube. Além de ter sido afastado do amistoso contra a Portuguesa, o Imperador foi multado em 20% do salário por ter não ter comparecido ao treinamento de terça-feira.

‘Já tivemos muitas conversas com o Adriano, algumas amistosas e outras mais ásperas. Eu até achei que a de hoje foi meio áspera. Nós colocamos a situação com um pouco mais de veemência, em um tom de voz mais autoritário, porque não queremos que isso se repita’, contou o mandatário alvinegro, revelando mais uma promessa de melhora feita pelo polêmico centroavante que tem contrato até 30 de junho.

‘Eu queria mais ouvir do que falar, queria saber o que ele quer para o futuro. Ele disse com todas as letras que o futuro dele está no Corinthians e que quer ficar. Se desculpou pela falta, garantiu que não vai acontecer novamente e disse que o comprometimento será muito maior. O Adriano vinha fazendo uma excelente pré-temporada, se dedicando bastante, e agora vai retomar os treinamentos depois do hiato causado pela falta’, emendou.

O camisa 10 foi liberado na segunda-feira para viajar ao Rio de Janeiro e comemorar o aniversário de sua mãe, Rosilda. Ele não apresentou justificativas por não ter retornado a tempo de trabalhar, algo que não aconteceu nem na decisiva reunião desta quinta. ‘Não adianta perguntar o motivo, isso nem entra em questão. O fato é que ele não veio e nem pedi para explicar’, explicou Roberto de Andrade, que jura não ter cogitado a rescisão imediata.

‘Se nós tivéssemos pensado em rescisão, não haveria conversa. Era só encaminhar para o departamento jurídico’, disse o presidente, torcendo para que Adriano cumpra o que prometeu. ‘Tenho que levar em conta a atitude dele no Corinthians. O que ele fez nos outros clubes cabe aos outros. Aqui, nós nunca tivemos uma conversa como a de hoje. Quando você olha nos olhos de um homem e vê que está dizendo a verdade, tem obrigação de aceitar. Não vou dizer que é a última chance. Quem deve dizer isso é o Adriano’.