Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em casa, Manchester United decide vaga com Real Madrid

Jogo será marcado por recorde de Giggs e retorno de Cristiano a Manchester

Por Da Redação 5 mar 2013, 07h21

“Essa é a casa dele, então haverá muita emoção. Eu espero que, por causa disso, ele não jogue bem”, brincou Evra sobre Cristiano Ronaldo

Real Madrid e Manchester United se enfrentam nesta terça-feira, às 16h45 (de Brasília), na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. O duelo, que coloca frente a frente dois dos principais favoritos ao título europeu de 2013, marcará o reencontro de Cristiano Ronaldo com o Old Trafford depois de quatro anos, além do milésimo jogo de Ryan Giggs, que tem 40 anos de idade e 25 de clube. Vivendo uma das melhores fases de sua carreira, Ronaldo fará sua primeira partida no estádio do United desde que trocou a Inglaterra pela Espanha. Com a camisa do Real Madrid, marcou 186 gols em 184 partidas, contra 118 gols em 292 partidas como jogador do United. Torcedores ingleses prometem uma homenagem ao português, considerado ídolo na cidade.

Ex-companheiro de Ronaldo, o lateral esquerdo Patrice Evra aprova a ideia de homenagear o português, mas não quer vê-lo inspirado para tentar reverter a pequena vantagem que o Manchester United tem por ter empatado em 1 a 1 no Santiago Bernabéu – o gol dos espanhóis foi marcado pelo camisa 7. “Cristiano terá uma grande recepção por causa do que ele conseguiu para o Manchester United. Os torcedores jamais esquecerão o que ele fez e ele ainda ama o clube. Após o jogo em Madri, conversamos. Ele disse que seria difícil vir até aqui. Essa é a casa dele, então haverá muita emoção. Eu espero que, por causa disso, ele não jogue bem”, brincou o jogador francês, que dividiu os vestiários do Old Trafford com Cristiano Ronaldo por seis anos.

Leia também:

Real e Manchester United ficam no empate em Madri

Manchester United já prepara oferta por Cristiano Ronaldo

Continua após a publicidade

Cristiano aceitaria reduzir salário para voltar ao United

Real Madrid, com time misto, vence o Barcelona de novo

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Do lado espanhol, a equipe chega com a responsabilidade de marcar ao menos um gol – o empate em 0 a 0 é favorável ao United -, mas conta com o bom desempenho ofensivo fora de casa sob o comando de José Mourinho. Desde que assumiu o time em 2010, viu seus jogadores marcarem pelo menos uma vez em 15 partidas como visitante. Além disso, vem do embalo de duas importantes vitórias seguidas sobre o arquirrival Barcelona. O treinador português, porém, ainda não poderá contar o goleiro e capitão Iker Casillas, com lesão na mão. Diego López deve seguir na meta merengue. Pepe também deve ser escalado por José Mourinho, já que jogou no final de semana e não deve ser problemas. Kaká, apesar das recentes boas atuações, e Marcelo ficam no banco.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade