Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em Bangcoc, Fifa mostra que não hesita em vetar arenas

Entidade excluiu principal ginásio da capital tailandesa do Mundial de Futsal

Os organizadores culparam as fortes chuvas do fim de 2011, que provocaram grandes inundações na capital tailandesa, pelo atraso nos prazos de construção

Para quem acha que a Fifa só ameaça e pressiona as cidades-sede de seus torneios mas acaba recuando quando chega a hora de realizar as competições, a Copa do Mundo de Futsal deve servir como sinal de alerta. Na semana passada, na véspera da estreia do Mundial na Tailândia, a entidade avisou que estava insatisfeita com as obras no principal ginásio construído para o evento, em Bangcoc. A Fifa cobrava uma série de providências para liberar a arena, que custou cerca de 40 milhões de dólares, para a disputa das semifinais e da final. Os tailandeses achavam que contariam com a boa vontade – e certa dose de tolerância – da entidade. Nada feito. Nesta terça-feira, a Fifa confirmou a exclusão da arena e mudou a tabela para transferir os jogos marcados para o ginásio inacabado para outros palcos da capital. É uma lição importante para o Brasil, que há meses recebe cobranças da entidade sobre o cumprimento dos prazos nas obras dos estádios para a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014.

Leia também:

Leia também: Arena Pernambuco é o teste de fogo do Brasil dentro da Fifa

A Arena de Futsal de Bangcoc enfrentou diversos problemas em sua construção. A obra teve de ser acelerada bruscamente na reta final e, assim, foi considerada insegura pela entidade. Na programação original, ela receberia as quartas de final, as semifinais e a decisão da competição. De acordo com comunicado, a Fifa não admitia a ideia de colocar em risco as equipes e os torcedores. A quadra só foi instalada na arena, com capacidade para 12.000 espectadores, depois do início do torneio. As outras obras necessárias para a estreia, porém, não foram completadas. A Fifa já havia mostrado alguma tolerância nos prazos ao estender as datas de entrega dos ginásios. A final do Mundial, marcada para 18 de novembro, e as duas semifinais acontecerão no ginásio Huamark, também em Bangcoc. Já as quartas de final serão disputadas no ginásio Nimibutr. Os organizadores culparam as fortes chuvas do fim de 2011, que provocaram grandes inundações na capital tailandesa, pelo atraso nos prazos de construção.

(Com Estadão Conteúdo)