Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Elogiado, Oscar exalta ‘pressão’ feita pela seleção

Por AE

Hamburgo – O meia Oscar foi um dos principais destaques da seleção brasileira na vitória por 3 a 1 diante da Dinamarca, em amistoso disputado neste sábado, em Hamburgo. O jogador comandou as ações ofensivas, participou de dois dos três gols da equipe e foi muito elogiado pelo técnico Mano Menezes após a partida.

No terceiro gol brasileiro, Oscar roubou a bola de um dinamarquês no campo de ataque e Hulk anotou seu segundo na partida. A marcação por pressão, aliás, foi exaltada pelo meia. “A gente pressionou e saíram três gols. Nosso futebol é assim, solto. A gente jogou muito bem”, declarou, em entrevista à TV Globo.

Oscar aproveitou a ausência de Paulo Henrique Ganso, lesionado, para assumir a titularidade e usar a camisa 10 da seleção. O jogador admitiu a dificuldade em atuar com o número que já foi utilizado por Pelé. “É difícil jogar com ela (camisa 10). É uma responsabilidade muito grande”, afirmou.

Se ofensivamente o Brasil foi bem, na defesa a seleção também teve bom desempenho. Na única vez em que foi vazada, já no segundo tempo, o atacante Bendtner estava em posição irregular, não marcada pela arbitragem. Principal líder da zaga, Thiago Silva celebrou o retorno após quase um mês e meio afastado por conta de uma lesão na coxa direita.

“A gente está muito feliz, não é fácil ficar quase dois meses sem jogar, sem atuar 90 minutos. É muito legal poder voltar a jogar com essa rapaziada. Voltar a jogar bem é muito bom. Quero agradecer uma pessoa que me ajudou, que é o Marcelo costa, fisioterapeuta. Ele ficou longe da família no Brasil pra me ajudar. E hoje mostramos que valeu a pena”, disse.