Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Elkeson é vaiado pela torcida e técnico explica substituição

Um dos responsáveis pela criação das jogadas do Botafogo, o meia Elkeson foi bastante vaiado pela torcida ao ser substituido pelo atacante Herrera, no empate de 0 a 0, contra o Nova Iguaçu, neste domingo. A fraca atuação do atleta não foi perdoada pelos torcedores que o perseguem desde a temporada passada e o acusam de ser baladeiro.

Assim como no primeiro jogo da equipe na competição, contra o Resende, Elkeson também foi substituido pelo argentino. Na ocasião, o jogo estava 1 a 1 e, coincidentemente, o time melhorou com a saída do atleta e terminou a partida vencendo por 3 a 1.

Após a partida em Moça Bonita, o técnico Oswaldo de Oliveira minimizou a situação e explicou o motivo da substituição de Elkeson.

‘Acho que o Elkeson está muito bem. Ele é um cara trabalhador ao extremo, se entrega direto no treinamento e eventualmente as coisas não ocorrem bem pra ele e hoje não ocorreu para ninguém. Vi que o jogo não estava em boas condições para ele, que é um jogador de velocidade, por conta do campo pesado, então entrei com o Herrera para puxarmos o jogo para o lado direito’, comentou o treinador.

Apesar da fraca atuação e de uma pequena lesão sofrida neste domingo, Oswaldo de Oliveira garantiu o meia Elkeson na próxima partida da equipe na Taça Guanabara, na quinta-feira, contra o Madureira, às 17h. A equipe do subúrbio carioca aparece na quinta posição com três pontos.

‘Além do campo pesado, ele estava sentindo um pouco a perna também, então eu vi que ele estava no limite de sua condição física’, relatou.

Com o resultado sobre o Nova Iguaçu, o Botafogo segue na liderança do grupo A da competição, ao lado do Flamengo e da própria equipe da Baixada Fluminense, com quatro pontos, mas perde apenas no saldo de gols. Um resultado negativo na próxima rodada pode colocar o Alvinegro na sexta posição, dependendo de uma combinação de resultados.