Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eliminatórias: Chile empata em casa e Equador é líder isolado

Campeão da Copa América tropeçou diante da Colômbia, em Santiago, e viu a surpreendente seleção equatoriana assumir a ponta

Em rodada marcada pelo dilúvio que caiu em Buenos Aires e adiou o clássico sul-americano entre Brasil e Argentina, o Chile só empatou em 1 a 1 com a Colômbia, em Santiago, e perdeu a liderança das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 para o Equador, que derrotou o Uruguai por 2 a 1, em Quito.

A seleção chilena, atual campeã da Copa América, sabia que precisaria vencer para se manter na ponta da tabela, porque a partida do Equador já havia terminado. Na base do toque de bola e do talento de jogadores como Jorge Valdívia, Arturo Vidal e Alexis Sánchez, o Chile criou diversas chances e chegou ao gol nos acréscimos do primeiro tempo, com um belo gol de cabeça de Vidal.

Com Neymar em alta e sem Messi, Brasil e Argentina se enfrentam em Buenos Aires

No segundo tempo, a Colômbia melhorou e conseguiu empatar a partida graças ao craque do time, James Rodríguez. Aos 22 minutos, o meia do Real Madrid, que retornou de lesão e estreou nas eliminatórias, recebeu passe de Muriel, dominou na grande área e chutou rasteiro, de pé direito, garantindo um importante ponto para a seleção colombiana.

Com o resultado, o Chile perdeu os 100% de aproveitamento nas eliminatórias e caiu para a 2ª colocação com 7 pontos. Já os colombianos assumiram a 5ª posição com 4 pontos.

Quito – Mais cedo, em um duelo de equipes com 100% de aproveitamento, o Equador voltou a mostrar força e venceu o Uruguai por 2 a 1. Aos 23 minutos de jogo, Christian Noboa tocou dentro da área para Juan Carlos Paredes, que só rolou para Felipe Caicedo acertar um belo chute, sem chances para o goleiro Fernando Muslera.

No segundo tempo, o Uruguai voltou pressionando e marcou o gol de empate logo aos 3 minutos com Edinson Cavani. No lance, o atacante do Paris Saint-Germain, que cumpriu suspensão de dois jogos pela expulsão na Copa América, apareceu na área para cabecear um cruzamento de Domínguez.

A vitória equatoriana veio graças a uma grande jogada de Jefferson Montero. O meia do Swansea driblou dois marcadores, invadiu a área e chutou forte, obrigando o goleiro Muslera a espalmar para o lado. No rebote, Fidel Martínez mandou para as redes. O Uruguai caiu para terceira colocação, com 6 pontos.

Em La Paz, a Bolívia venceu a Venezuela por 4 a 2, com gols de Rodrigo Ramallo (dois), Arce e Rudy Cardoso. Salomón Rondón e Blanco descontaram para a equipe venezuelana. Com o resultado, a Bolívia, agora com 3 pontos somados e provisoriamente na 7ª colocação das eliminatórias, deixa a lanterna da tabela para a Venezuela, última com três derrotas.

Nesta sexta, o Brasil fará o jogo remarcado contra a Argentina, às 22h (de Brasília), no Monumental de Núñez e o Peru enfrentará o Paraguai, no Estádio Nacional, em Lima.

(com agência AFP)