Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Elenco do Botafogo descarta abatimento e foca clássico

A estreia do holandês Seedorf pelo Botafogo não foi a esperada e o time acabou derrotado pelo Grêmio, por 1 a 0, na noite de domingo. Porém, o mau resultado faz parte do passado na visão dos jogadores alvinegros, que negam qualquer tipo de abatimento e agora focam no clássico desta quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), contra o Vasco no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ), pela 12rodada do Campeonato Brasileiro.

‘Nós infelizmente não conseguimos ganhar, mas a estreia do Seedorf agora é coisa do passado e temos que focar na conquista de uma vitória contra o Vasco. Não vamos perder a motivação. Temos que melhorar nossa posição na tabela de classificação e a partida desta quarta-feira é uma excelente oportunidade de esquecermos o que aconteceu no domingo’, disse o goleiro Jéfferson.

Opinião parecida tem o zagueiro Fábio Ferreira: ‘Nós temos que deixar de lado a derrota para o Grêmio, por mais negativo que tenha sido o resultado em um jogo tão importante para o nosso clube. Agora a concentração está toda voltada para o clássico contra o Vasco, pois teremos muitas dificuldades. O nosso time tem metas na competição e não há muito tempo para lamentações’.

O elenco do Botafogo se reapresentou nesta segunda-feira, mas apenas os atletas que não enfrentaram o Grêmio trabalharam. Nesta terça-feira pela manhã, com o grupo completo, o técnico Oswaldo de Oliveira vai definir a escalação que enfrentará o Cruz-maltino. O treinador não perdeu nenhum jogador por suspensão, mas pode fazer modificações, promovendo o retorno de Andrezinho, que começou o duelo diante dos gremistas no banco de reservas por conta da maratona de jogo. A tendência é que ele apareça na vaga de Fellype Gabriel.

‘O Andrezinho não vinha jogando noventa minutos quando chegou aqui, pois estava no banco do Internacional. Usamos ele com frequência e isso gerou algumas lesões por conta do desgaste nos jogos. Estudamos a situação e percebemos que poderíamos correr um grande risco se ele ficasse os noventa minutos em campo diante do Grêmio. O Campeonato Brasileiro é uma competição longa e muito desgastante e ainda vem a Copa Sul-Americana pela frente. Temos que saber balancear as coisas para não termos dificuldades’, finalizou Oswaldo.