Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eleições presidenciais do Botafogo acontecem nesta sexta-feira

O Botafogo vai conhecer nesta sexta-feira o seu presidente para o triênio 2012/2013/2014. A eleição presidencial acontecerá na sede de General Severiano, entre 9 horas e 21 horas (de Brasília) e estará aberta aos sócios que estejam em dia com as suas obrigações com o Alvinegro.

O presidente Maurício Assumpção, que tenta a reeleição, surge como grande favorito e só não permanecerá no posto se uma zebra muito grande acontecer. Pela oposição, tentando mudar o quadro e conseguir um triunfo que seria histórico, aparece Carlos Eduardo Pereira.

Ao longo dos últimos dias, a eleição ganhou em rivalidade. Maurício Assumpção chegou a ir à delegacia prestar queixa contra a chapa de oposição que, segundo ele, falsificou assinaturas para ficar completa. A Junta Eleitoral do clube, então, exigiu que os dois candidatos assinassem um termo se comprometendo com a veracidade das informações contidas na constituição das duas chapas. Esse fato impediu que a eleição fosse parar na Justiça, correndo o risco, inclusive, de sofrer algum adiamento.

Maurício Assumpção é dentista e assumiu a presidência do clube em 2009 graças a uma aliança política que contava inclusive com Carlos Eduardo, que é formado em Administração, pós-graduado em Marketing e trabalha com consultoria e gestão de shopping centers e empreendimentos comerciais. Porém, alguns desentendimentos entre os dois acabaram gerando o afastamento do atual candidato de oposição do grupo de comando do clube.

‘Apoiei aquela eleição do Maurício, pois acreditei que ele poderia fazer uma gestão transparente e compartilhada, unindo os setores do clube. Mas aos poucos ele foi se afastando das ideias originais e por isso me afastei. Hoje estou apresentando aos sócios essas ideias que ficaram esquecidas’, disse Carlos Eduardo.

Se o candidato de oposição vê um afastamento de Maurício de suas ideias originais, o atual presidente considera como positiva a sua gestão.

‘Hoje as sedes do Botafogo se sustentam, temos um elenco de grande qualidade e com jogadores que são patrimônio do clube. Nossas categorias de base rendem frutos e o Engenhão é bem melhor utilizado. Acredito que o trabalho realizado foi muito positivo para o clube, mas quero continuar porque sei que ainda posso realizar muito mais. Faltou um título de maior expressão e vamos em busca disso. Também estamos trabalhando no centro de treinamento e queremos que as nossas sedes passem a dar lucro’, disse Maurício Asusmpção.

Dentre os outros planos dos dois candidatos, Maurício Assumpção quer ampliar a capacidade do Engenhão de 40 para 60 mil lugares, aumentando ainda mais as receitas geradas pelo estádio. Além disso, pretende finalizar a construção do centro de treinamento.

Já Carlos Eduardo Pereira pretende contratar um grande ídolo para atrair torcedores e a ideia é acertar com um camisa 10 com nível de Seleção Brasileira. Sobre o futuro treinador, o atual presidente quer um nome experiente e com currículo vitorioso e até já almoçou com Paulo Auturoi, que comanda atualmente a seleção olímpica do Catar. Já a oposição planeja um nome mais jovem e tem como meta Marcelo Oliveira, hoje no Coritiba.

A eleição aponta, além do presidente, o conselho deliberativo do clube para os próximos três anos. O derrotado poderá indicar 14 dos 140 membros para este conselho se obter mais do que 20% dos votos válidos. Do contrário, a chapa vitoriosa indicará cem por cento dos membros. O conselho é o responsável por aprovar vários planos do presidente.