Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Eleição da Fifa tem ameaça de bomba

Polícia realizou varredura no local e Congresso da entidade seguiu normalmente

Por Da Redação 29 Maio 2015, 08h46

O Congresso da Fifa em Zurique, que elegerá o próximo presidente da entidade, sofreu uma ameaça de bomba nesta sexta-feira, informou a polícia suíça. O secretário-geral da organização, Jeróme Valcke, confirmou a ameaça durante o seu discurso no evento. Valcke, no entanto, tranquilizou todos os presentes e disse que a situação estava controlada. “Uma ameaça foi recebida. Fifa e autoridades suíças avaliaram a situação. A policia optou por fazer um intervalo e realizar uma varredura no local. Agora estamos de volta com o congresso”, disse ele.

Leia também:

Sob a sombra do escândalo, Fifa realiza eleição na Suíça

Protestos marcam início da eleição na Fifa

Patrocinadores ameaçam romper contrato com a Fifa

Apesar da ameaça, a movimentação nos arredores da arena Hallenstadion é normal, e o evento não foi suspenso. No cargo desde 1998, o presidente Joseph Blatter concorre à reeleição e tem como adversário o príncipe da Jordânia Ali Bun Al-Hussein.

Durante o discurso de Blatter que abriu o congresso, foi registrado outro incidente: uma manifestante pró-Palestina invadiu a sala reservada a dirigentes do futebol mundial e, aos berros, abriu uma bandeira do país. Blatter, então, pediu que seguranças a retirassem e explicou a seus colegas que a manifestante pedia pela exclusão da federação de Israel do quadro da Fifa.

(Com informações de Leslie Leitão, de Zurique)

Continua após a publicidade
Publicidade