Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ele conseguiu: Sonnen enfrenta Jones pelo cinturão do UFC

Escalados como os treinadores da próxima temporada do reality show 'The Ultimate Fighter', rivais têm luta agendada para o dia 27 de abril do ano que vem

“Ele andou falando sobre lutar entre os pesados, e deveria ter feito isso. A verdade é a seguinte: ele demorou demais e agora o homem chegou”, Chael Sonnen

Chael Sonnen conseguiu o que queria. O UFC anunciou nesta terça-feira que o lutador falastrão será o desafiante de Jon Jones na próxima defesa de cinturão do campeão dos meio-pesados. O combate está agendado para o dia 27 de abril de 2013. Antes da luta, os rivais também estarão em lados opostos na nova temporada do reality show The Ultimate Fighter, como treinadores das duas equipes de lutadores do programa.

Leia também:

UFC Rio 3: Imbatível, Anderson brinca, provoca e nocauteia

Dana White promete confronto entre Spider e Jon Jones

Apesar da luta estar marcada somente para daqui a seis meses, Sonnen já deu início à guerra verbal contra o atual campeão. Em entrevista ao UFC Tonight, o programa de televisão oficial da organização, o lutador afirmou que Jones deveria ter “fugido” da categoria quando soube que Sonnen estava chegando. “Ele andou falando sobre lutar entre os pesos pesados, e deveria ter feito isso. A verdade é a seguinte: ele demorou demais e agora o homem chegou.”

Fura-fila – A disputa pelo cinturão será o primeiro combate de Sonnen entre os meio-pesados do UFC e comprova a capacidade do lutador americano de “furar a fila” com sua língua afiada. Após abandonar a categoria dos médios depois de duas derrotas para o campeão Anderson Silva, Sonnen subiu de peso e imediatamente concentrou sua artilharia verbal em Jon Jones, visando alcançar o posto de desafiante. A luta entre os dois quase aconteceu no início de setembro, quando ele foi oferecido para substituir o desafiante Dan Henderson, lesionado às vésperas do UFC 151. Jones, no entanto, recusou o combate – atitude que só aumentou as provocações de Sonnen, que chegou a comparar o campeão a uma galinha.

Jon Jones contra Vitor Belfort no UFC 152, em Toronto Jon Jones contra Vitor Belfort no UFC 152, em Toronto

Jon Jones contra Vitor Belfort no UFC 152, em Toronto (/)

Na sequencia da vitória de Jon Jones sobre Vitor Belfort, no final de setembro, Sonnen voltou a cutucar o detentor do cinturão, escrevendo no Twitter: “Você não é o melhor, você é só o próximo”. Naquela noite, o presidente do UFC, Dana White, já dava sinais claros de que o confronto entre os dois era quase uma realidade. “Acho que ambos querem a luta. Outros combates fazem mais sentido, mas as pessoas querem ver essa luta”, afirmou o chefão, reconhecendo que a disputa aconteceria mais por uma vontade da audiência do que por critérios técnicos. E se audiência é o que interessa, nada melhor do que promover a luta colocando Sonnen e Jones interagindo por diversas semanas – e com câmeras registrando tudo – como treinadores rivais no reality show da franquia. Um ambiente perfeito para o provocador Sonnen exercer seu talento no papel de antagonista e garantir uma visibilidade ainda maior para o confronto do ano que vem.

Crítica – Com a ascensão de Sonnen ao posto de desafiante da categoria, a luta entre ele e o ex-campeão Forrest Griffin, marcada para o UFC 155 em dezembro, não vai mais acontecer. Sem adversários, Griffin criticou a escolha do falastrão como o próximo na fila para enfrentar Jones. “Por que lutar para conseguir seu caminho para o topo quando você pode chegar até lá falando?”, afirmou ele no programa UFC Tonight.