Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EEF da PM festeja 102 anos e homenageia soldado campeão no Pan

Por Da Redação 8 mar 2012, 10h00

O soldado-atleta Leandro Prates de Oliveira, campeão dos 1.500m nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara-2011, será um dos homenageados no 102aniversário da Escola de Educação Física (EEF) da Polícia Militar (PM), comemorado nesta quinta-feira.

Conheça os atletas da PM

‘Na atualidade, o maior atleta da Polícia Militar, em nível nacional e internacional, é o soldado Leandro Prates de Oliveira’, atesta o Coronel Hudson Tabajara Camilli, atual comandante da EEF, na qual o atleta serve. ‘Já ficamos orgulhosos com a simples participação de um policial militar no Pan, e o ouro nos honrou ainda mais’, completou.

Leandro foi campeão no México de forma emocionante, já que superou o equatoriano Byron Piedra por apenas 1 centésimo. A chegada exigiu o uso do ‘photo finish’ para determinar o vencedor e o brasileiro precisou esperar por alguns momentos para finalmente comemorar o título pan-americano dos 1.500m.

Assim como Leandro, a subtenente Renata Damy Castro, atleta do tiro esportivo com participações em Pan-americanos, receberá a medalha ‘Centenário da Escola de Educação Física’. Os sargentos reformados Aloísio de Araújo e Benedito Fermino do Amaral, além do tenente da reserva Luiz Fernando Caetano, todos com resultados expressivos no atletismo, também serão homenageados na festa.’É um orgulho para a Polícia Militar e para o Estado de São Paulo ter a mais antiga escola de educação física do País, com um reconhecimento bastante expressivo no mundo acadêmico. Nossa comemoração é especial pelo extenso rol de feitos grandiosos dos quais a Escola pôde participar nesses 102 anos’, afirmou o Coronel Camilli.

Conhecida como a ‘Pioneira do Brasil’ por ser a primeira instituição a diplomar profissionais de educação física em território nacional, a ‘Velha Escola’ surgiu após a chegada de uma Missão Militar Francesa, contratada pela Província de São Paulo para remodelar a Força Pública, entidade responsável por garantir a segurança na época.

Filho de um oficial da reserva, Camilli visitou a EEF pela primeira vez para treinar para o concurso da Academia do Barro Branco. Em setembro de 2010, tornou-se o primeiro coronel a comandar a entidade com a proposta de sedimentar uma boa política de educação física na corporação.

‘A presença de um coronel é um sinal do comando para a instituição como um todo de qual é a importância que ele atribui ao condicionamento físico e às técnicas policiais, que são responsabilidades da Escola. Com um bom condicionamento físico, os policiais podem prestar um melhor serviço para a população’, disse Camilli.Além de oferecer aulas de diferentes esportes, a EEF concentra a doutrina de todas as técnicas policiais, como tiro, segurança de autoridades e policiamento de bicicleta, entre outras. Uma vez formados na instituição, os indivíduos atuam como multiplicadores do conhecimento em suas respectivas unidades.

Uma das peculiaridades da instituição centenária, que teve o capitão francês Delphin Balancier como seu primeiro comandante, é a prática da ‘Joinville Le Pont’, dança folclórica já extinta na França e preservada apenas pela Polícia Militar de São Paulo. No 102aniversário da EEF, Camilli procura valorizar o passado.

‘Os militares franceses usavam essa atividade como condicionamento físico e somos o único país que ainda guarda essa tradição’, afirmou o atual comandante, que já praticou o bailado. ‘Queremos que essa tradição seja preservada também pelo aspecto físico, mas principalmente para manter um feito histórico que rememora o início das tradições da Escola’, encerrou.

GONHEÇA ALGUNS DOS PRINCIPAIS ATLETAS DA HISTÓRIA DA PM

Luiz Fernando Caetano (Tenente da Reserva)

Data de Nascimento: 26/07/1939, em São Paulo-SP

Ingressou na Força Pública em 25 de junho de 1960 como voluntário e, engajado por três anos inicialmente, serviu na Escola de Educação Física, no 7Batalhão Policial e no 5Batalhão Policial.

Principais Resultados:

Campeão Sul-americano de Meia Maratona-1963

Recordista Brasileiro dos 10.000m-1967 (30min39s)

Luiz Gonzaga Rodrigues

Conhecido como Sargento Gonzaguinha, batiza a tradicional prova pedestre promovida anualmente. Campeão brasileiro e recordista em diversas provas de meia-distância, foi duas vezes vice da São Silvestre e terceiro colocado em 1953, quando o lendário tcheco Emil Zatopek conquistou o título.

Benedito Fermino do Amaral (Sargento Reformado)

Data de Nascimento: 04/07/1937, em Cesário Lange-SP

Continua após a publicidade

Serviu no 1Batalhão de Polícia Tobias de Aguiar, na Escola de Educação Física, no 7Batalhão Policial e no 12Batalhão Policial.

Principais resultados:

Quinto colocado na Corrida Internacional de São Silvestre-1962

Campeão brasileiro dos 3.000 metros com obstáculo-1967

Orides Alves

Bronze nos 5.000 e 10.000 metros do Sul-americano-1967

Aloísio de Araújo (Sargento Reformado)

Data de Nascimento: 18/08/1952, em São Paulo-SP

Ingressou na Polícia Militar do Estado de São Paulo em 31 de janeiro de 1972.

Principais resultados:

Bronze nos 5.000 e 10.000 metros do Mundial Militar-1976

Vice-campeão sul-americano dos 5.000 metros-1977 (13min57s)

José Romão Andrade da Silva

Convocado para as Olimpíadas de Montreal-1976, o ex-tenente contundiu-se e não pôde competir nos 5.000m e 3.000m com obstáculos.

Renata Damy Castro (subtenente)

Data de Nascimento: 26/06/1961, em Santos-SP

Policiamento de trânsito em São Paulo, policiamento a pé, auxiliar do Serviço Reservado e atual auxiliar do Setor de Justiça e Disciplina. Atleta do tiro, participou dos Jogos Pan-americanos de Winnipeg-1999, Santo Domingo-2003 e Rio de Janeiro-2007.

Leandro Prates de Oliveira (soldado)

Data de Nascimento: 02/02/1982, em Vitória da Conquista-BA

Ingressou na Polícia Militar do Estado de São Paulo em 22 de julho de 2008 e atualmente serve na Escola de Educação Física.

Principal resultado:

Campeão dos 1.500 metros no Pan-americano de Guadalajara-2011

Continua após a publicidade
Publicidade