Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Edições diárias para tablets e iPhone; leia a edição grátis desta segunda

Por Da Redação 16 jun 2014, 07h04

Já está no ar a edição desta segunda-feira de VEJA PLACAR. Até 14 de julho, segunda seguinte à final, VEJA e PLACAR lançarão edições eletrônicas diárias (são 34!). Sempre às 7 da manhã, grátis. Elas trarão os resultados, as histórias, os dramas e as glórias das partidas da jornada anterior e um guia completo do que acontecerá ao longo do dia que se inicia.

Leia também:

Argentina leva sufoco e vence a Bósnia por 2 a 1

Depois do difícil Maradona, Argentina agora é do calmo Sabella

O primeiro gol do Maracanã foi de Didi, o príncipe etíope, em 16 de junho de 1950, num amistoso entre paulistas e cariocas. O primeiro gol de Pelé no então maior do mundo foi em 29 de maio de 1957, nos 4 x 0 do Santos contra o América. O primeiro de Zico como jogador profissional balançou as redes no domingo, 23 de setembro de 1973, Flamengo 2 x 2 Vasco. O primeiro de Messi no Maracanã venceu o excelente goleiro bósnio Begovic aos 20 minutos do segundo tempo. A Argentina ganhou por 2 a 1, jogou mal, saiu na frente com um gol contra, mas pouco importa. Enfim, Lionel Messi é também do Maracanã.

“Messi, Messi, Messi”, entoaram os mais de 40.000 argentinos que dividiram o Maracanã com brasileiros, animadamente aplicados na tentativa de abafar a cantoria alviceleste com gritos de “Bósnia, Bósnia” e o mesmo xingamento grosseiro que parte do Itaquerão destinou à presidente Dilma. “Ya lo ve, ya lo ve, somos locales outra vez”, e locais como locais foram os torcedores do Corinthians na lendária semifinal de 1976 contra o Fluminense, os argentinos fizeram do fim de tarde de 15 de junho de 2014 uma jornada de enciclopédia. Estará lá, registrado: 23.314 dias depois da inauguração do Maracanã, em 1950, Messi começou a trilhar o caminho de sua maior glória. Foi apenas o primeiro passo, falta muito, muito mesmo, a defesa argentina é fraca, mas o pequeno polegar de Rosário já tem história para contar no Brasil.

COMO FAZER O DOWNLOAD DAS REVISTAS – Para quem já é assinante de VEJA para tablets e iPhone, nada muda. Para os outros, basta baixar o aplicativo de VEJA ou acessar o IBA, a banca digital da Editora Abril.

Continua após a publicidade
Publicidade