Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ecclestone critica fim das grid girls: ‘Eram parte do show’

Ex-chefe da F1 defendeu a presença de belas modelos nas pistas de corrida

Por Da redação 2 fev 2018, 10h05

Bernie Ecclestone, o ex-chefe da Fórmula 1, criticou a decisão dos novos donos da categoria de excluir a presença das grid girls, como são conhecidas as belas modelos que desfilam pela pista antes e depois das corridas. “Essas garotas eram parte do show, do espetáculo. Os fãs amam o glamour”, afirmou Ecclestone, de 87 anos, ao jornal britânico The Sun.

O grupo americano Liberty Media, que agora comanda a F1, anunciou na última quarta-feira o fim das grid girls, alegando que a prática está “em desacordo com as normas da sociedade atual” e não é “apropriada nem relevante”. Segundo Ecclestone, existe excesso de puritanismo no momento.

  • “Os pilotos gostam delas, a audiência gosta e ninguém liga. Não consigo ver como uma garota bonita parada com um piloto e um número na frente de um carro de F1 pode ser ofensivo para alguém”, comentou o bilionário, que é casado com a brasileira Fabiana Flosi, bacharel em Direito e ex-funcionária da organização do GP Brasil de F1.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade