Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dupla de zaga do São Paulo quer ‘comunicação’ com Casemiro na quinta

Por Da Redação 8 fev 2012, 13h58

A ausência do volante Wellington, poupado para o clássico de domingo contra o Corinthians, fará do São Paulo um time mais ofensivo nesta quinta-feira, quando enfrenta o Comercial pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Isso porque o substituto do camisa 5 será Casemiro, um típico segundo volante, sem tanto poder de marcação.

A mudança na forma de jogar do Tricolor paulista poderia forçar os zagueiros a terem que se redobrar na marcação. No entanto, de acordo com os próprios Rhodolfo e Paulo Miranda, titulares do setor, tudo está sob controle, só depende da ‘comunicação’ com Casemiro.

‘São jogadores com características diferentes. Wellington é mais de marcação e o Casemiro sai mais. Às vezes nós zagueiros temos que sair pra marcar atacante, lateral que está avançando e o Wellington cobre. Vamos sofrer um pouco sem ele, mas é só conversar’, afirmou o capitão Rhodolfo após o treino desta quarta-feira no CT da Barra Funda.

Paulo Miranda segue uma linha de raciocínio semelhante à do companheiro de zaga: ‘A entrada do Casemiro não vai nos atrapalhar, porque nós sabemos nos comunicar. Isso faz a diferença para as coisas darem certo e ele também é um grande jogador’.De olho no clássico de domingo diante do Corinthians, Emerson Leão preferiu sacar Wellington, que está pendurado com dois cartões amarelos e dar oportunidade a Casemiro, que se destacou na partida contra a Ponte Preta participando de duas jogadas para gol e será titular contra o Comercial de Ribeirão Preto quinta-feira, às 21h50 (de Brasília).

Na visão de Rhodolfo, todos os são-paulinos têm a responsabilidade de ajudar Casemiro a se destacar pela equipe. Como capitão, o defensor o vê pronto para ‘arrebentar’ em 2012: ‘A gente se deu bem contra a Ponte Preta, mas Comercial é outra história. O grupo todo teve uma queda ano passado, inclusive o Casemiro. Não foi natural, mas ocorreu com todos. Ele quer ser o jogador de antigamente e nós vamos procurar ajudar’.

Continua após a publicidade
Publicidade