Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dunga convoca Kaká de última hora. E São Paulo reclama

O craque de 32 anos vai substituir Ricardo Goulart contra a Argentina e o Japão

O meia Kaká, de 32 anos, voltará à seleção brasileira nos jogos deste mês, na Ásia, contra Argentina e Japão. A convocação do jogador – que vai substituir Ricardo Goulart, do Cruzeiro, que sentiu uma lesão – foi confirmada pela CBF depois que o próprio São Paulo havia revelado a informação. No fim da manhã desta sexta-feira, o clube foi avisado de que Kaká deverá se apresentar ao técnico Dunga. O presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, reclamou da convocação de última hora, desfalcando o time numa etapa decisiva do Brasileirão. Como Kaká tem contrato curto com o São Paulo e se despede do clube no fim do ano, o cartola não gostou de ver o jogador ser chamado em meio à competição.

Leia também:

Dunga dá sinais de que convocará Kaká, mas não Ganso

Mário? Que Mário? Del Nero desconhece novatos do Brasil

Dunga convoca duas novidades: Mário Fernandes e Dodô​

CBF atrapalha 11 partidas no Brasil – mas Dunga bate o pé

“O Gilmar Rinaldi me ligou há cinco minutos e disse que ele estava convocado”, disse Aidar em entrevista ao portal UOL. “Eu reclamei. A CBF é lamentável. O Brasil é o único lugar em que o campeonato não para na data Fifa. Mas ele vai. Falei então que a CBF pague os salários durante o período em que ele estiver convocado.” O vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, também confirmou a informação em entrevista ao site do canal pago ESPN Brasil. “A gente fica feliz por ele, mas é uma pena que tudo isso é uma bagunça, porque a CBF não vai parar o campeonato. É ruim para a gente perder um jogador decisivo em um momento tão importante.” Kaká não defende a seleção desde março de 2013.

Leia também:

‘Quero fazer parte da história do futebol nos EUA’, diz Kaká

Na quinta, a CBF já havia anunciado a convocação do volante Souza, que vai substituir Ramires, do Chelsea, machucado. O São Paulo perderá metade de seu meio-campo em três partidas. Pelo Brasileirão, o volante e o meia não pegam o Atlético-PR, dia 8, no Morumbi, nem o Atlético-MG, quatro dias depois, fora de casa (o jogo aconteceria no Independência, mas o Atlético foi punido pelo STJD na quarta e terá de mudar o local da partida). Depois, Souza e Kaká serão problema para Muricy Ramalho contra o Huachipato, no Chile, no dia 15, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A seleção brasileira enfrenta a Argentina no dia 11 de outubro, em Pequim, e o Japão no dia 14, em Cingapura.