Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Drogba acredita que Fernando Torres ‘é o futuro do Chelsea’

Por Da Redação - 23 maio 2012, 12h41

Londres, 23 mai (EFE).- O atacante do Chelsea, Didier Drogba, afirmou nesta quarta-feira que o espanhol Fernando Torres ‘é o futuro do Chelsea’, após anunciar ontem sua saída do clube inglês no próximo dia 30 de junho, informou o canal britânico ‘BBC’

‘A equipe está em boas mãos com Fernando, jogará muito bem na próxima temporada, ele é o futuro do clube’, apontou Drogba sobre o atacante espanhol, que, desde sua multimilionária transferência do Liverpool (58 milhões de euros) há 16 meses, marcou apenas 12 gols em 67 jogos.

‘Todo mundo sabe que Fernando é um grande jogador. Tenho certeza que na próxima temporada melhorará muito. Minhas primeiras temporadas aqui também foram muito duras, não é fácil jogar no Chelsea’, acrescentou o atacante marfinense de 34 anos.

Torres, de 28 anos, declarou no sábado, depois do triunfo de sua equipe na final da Liga dos Campeões, que não estava contente no clube presidido pelo magnata russo, Román Abramóvich, onde, em sua opinião, não lhe trataram ‘como esperava’, e que começar a final no banco foi ‘a maior decepção de sua carreira’.

Publicidade

Drogba, que ontem anunciou sua saída do Chelsea, assegurou que teria continuado no clube londrino se não tivesse conseguido a Liga dos Campeões, seu ‘maior desafio e o troféu que precisava ganhar’.

‘Teria sido muito difícil deixar o clube se não tivéssemos a Champions League, já que perseguimos este troféu durante os oito anos que estou na equipe’, destacou o marfinense.

‘Na final de Moscou em 2008 vimos o troféu, passamos ao seu lado, mas não pudemos tocá-lo. Ganhar o título era um desafio para mim e para os jogadores que estivemos na final anterior. É importante fixar objetivos e tentar alcançá-los, não só como jogador, mas também como pessoa’, concluiu o atacante.

Drogba, quarto artilheiro da história do Chelsea com 157 gols em 341 partidas, deixará o clube após oito temporadas e tudo indica que o time chinês Xangai Shenhua, onde joga seu ex-companheiro Nicolás Anelka, será seu próximo destino. EFE

Publicidade