Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Dorival classifica vitória como a da superação

Por Da Redação 25 set 2011, 19h26

Vencer era o mais importante para o Inter diante do Atlético-MG, jogar bem era um fator secundário. Os três pontos foram conquistados com o 2 a 1, no Biera-Rio. A boa atuação ficou para uma próxima partida Os colorados alternaram bons e maus momentos. No fim, a vitória chegou em gol de Fabrício após cobrança de falta de D’Alessandro.

‘Temos que ser realistas. Não foi uma grande partida do Internacional. O Atlético fez bela apresentação. Tivemos muitas dificuldades durante 90 minutos. O desgaste do meio de semana comprometeu o nosso rendimento, aliada ao desempenho do Atlético. Era um resultado importantíssimo pelo momento. Vencer independente da maneira que fosse alcançada. Na base da superação nós conseguimos’, analisou o técnico Dorival Júnior.

No decorrer do jogo, pela primeira vez, ele ouviu vaias da torcida por suas decisões. Elas surgiram quando Oscar cedeu espaço para Fabrício. Logo em seguida, o jogador marcou o gol da vitória. O treinador também sacou Andrezinho e D’Alessandro. O alto desgaste foi apontado como os principais fatores para a tomada dessas decisões.

A um ponto da zona da Libertadores, as lamentações começam a surgir por causa de partidas em que a equipe teve um desempenho satisfatório, mas não venceu. Para avançar na tabela, vencer será o verbo a ser conjugado, se der convencer também.

‘Seriam importantes outros resultados positivos, não só boas atuações. Não jogos uma boa partida e conseguimos o resultado. Nesse momento, o resultado passa a ter uma importância grande. Ter de dois a cinco pontos a mais nos ajudaria muito na tabela. Por merecimento nós deveríamos ter esses pontos’, disse o treinador.

Continua após a publicidade
Publicidade