Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Djokovic vence Murray e fatura tricampeonato em Miami

Por AE

Miami – O sérvio Novak Djokovic venceu o britânico Andy Murray por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 7/6 (7/4), neste domingo, e faturou o tricampeonato do Masters 1.000 de Miami. O líder do ranking mundial já havia sido campeão da competição em 2007 e no ano passado. Já o tenista escocês buscava o seu segundo título do torneio norte-americano, mas sucumbiu diante do poderoso adversário.

Em 2009, Murray derrotou justamente Djokovic para ser campeão em Miami. Desta vez, porém, amargou um primeiro set muito ruim e mostrou poder de reação na segunda parcial, mas o sérvio esteve mais sólido em quadra para assegurar mais um triunfo e desta forma também conseguir defender os pontos conquistados pelo título do ano passado nos Estados Unidos.

Com a vitória deste domingo, Djokovic desempatou a série entre os dois tenistas e fez 2 a 1 no retrospecto deste ano. O sérvio vencera na semifinal do Aberto da Austrália, enquanto Murray desbancara o rival na semifinal de Dubai. E, no retrospecto geral do confronto entre os dois, o líder do ranking mundial agora acumula oito triunfos e cinco derrotas.

Djokovic começou a partida de forma mais agressiva, com golpes incisivos, que faziam Murray balançar de um lado para o outro no fundo de quadra. Melhor em quadra, faturou a primeira quebra de saque no quarto game e abriu 3/1.

O escocês demonstrava abatimento em razão do forte calor, mas não desistia das bolas fundas do sérvio. Mesmo assim, acabou sofrendo nova quebra no set inicial. Djokovic aproveitou suas chances e fechou em 6/1.

O número 1 se manteve superior no início do segundo set, mas sem mostrar o mesmo ritmo da primeira parcial. Ele chegou a dar sinais de cansaço, também por conta do calor, mas não deixou de fazer o adversário correr em quadra.

Apesar do equilíbrio no set, Djokovic seguia melhor, sem ter o saque ameaçado. Murray, por sua vez, salvou quatro break points. E, sem quebras para nenhum dos lados, a disputa foi para o tie-break.

Com um ponto obtido no saque de Murray logo no início do desempate, Djokovic abriu 2 a 0 no tie-break logo em seguida, mas o escocês conseguiu devolver um mini-break e na sequência empatou em 2 a 2 após acertar uma deixada improvável. Porém, logo depois, ele cometeu uma dupla-falta e viu Djokovic fazer 5 a 2 com o saque na mão. Murray reagiu ao confirmar dois saques e fazer 4/5, mas o sérvio ganhou os dois pontos seguintes com o seu serviço, liquidando o duelo em 7/4.

Esse foi o 30.º título de simples da carreira de Djokovic e o 11.º de um Masters, fato que fez ele se igualar ao norte-americano Pete Sampras no número de conquistas deste tipo de torneio. Os dois estão empatados na quarta posição como tenistas que mais venceram competições desta prestigiosa série do tênis. À frente deles neste seleto grupo estão apenas Rafael Nadal e Roger Federer, com 19 taças cada um, e Andre Agassi, com 17.