Clique e assine a partir de 9,90/mês

Djokovic enfrentará 2 campeões de Grand Slam no Finals

Chave com Federer tem também Murray, Nishikori e Milos Raonic

Por Da Redação - 3 nov 2014, 15h34

Atual bicampeão do ATP Finals, o sérvio Novak Djokovic caiu em uma chave teoricamente mais fácil, em sorteio realizado nesta segunda-feira, enquanto o suíço Roger Federer, cabeça de chave do outro grupo, terá de enfrentar o britânico Andy Murray logo na primeira fase do torneio, a partir de domingo, em Londres. Número 1 do mundo, Djokovic vai jogar embalado pelo seu 20º título de Masters 1000, no último domingo. O sérvio terá pela frente no Grupo A o suíço Stan Wawrinka (número 4 do mundo), atual campeão do Aberto da Austrália; o croata Marin Cilic (número 9), campeão do US Open neste ano, e o checo Tomas Berdych (número 7). Federer, número 2 do mundo, vai disputar o Grupo B com Murray (número 6), o japonês Kei Nishikori (número 5) e o canadense Milos Raonic (número 8), que o eliminou em Paris na semana passada, em busca de uma das duas vagas da chave nas semifinais. O torneio distribui 6,5 milhões de dólares para as chaves de simples e duplas (cerca de 16,1 milhões de reais).

Leia também:

Roger Federer volta a ser número 2 do mundo

Nadal passa por cirurgia e deve ficar 2 dias internado

Rafael Nadal está confirmado no Rio Open 2015

Djokovic bate Raonic e leva título em Paris sem perder sets

Djokovic, campeão de Wimbledon neste ano, está invicto em quadras indoor nos últimos dois anos e disputa com Federer a posição de número 1 ao término da temporada. Na atualização desta segunda-feira do ranking, o sérvio aparece com vantagem de 1.310 pontos sobre Federer, o que o deixa muito próximo de terminar um ano na liderança do ranking pela terceira vez – no Finals estarão em disputa 1.500 pontos. O torneio reúne os oito melhores tenistas da temporada, exceto o espanhol Rafael Nadal, afastado para realizar uma cirurgia.

Cada jogador do ATP Finals ganha 155.000 dólares (cerca de 385.000 reais) pela participação no torneio; cada vitória na primeira fase vale mais 155.000 dólares; os semifinalistas levam mais 475.000 dólares (cerca de 1.180.000 dólares) e o vencedor fatura mais 980.000 dólares (2.430.000 reais) – se o campeão chegar invicto o total do cheque será de 2.075.000 dólares, pouco mais de 5,1 milhões de reais.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade