Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Djokovic e Kvitova conquistam prêmio inédito de melhores do ano pela ITF

Por Da Redação 13 dez 2011, 09h57

Madri, 13 dez (EFE).- A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou nesta terça-feira o prêmio de melhores jogadores do ano, que teve o sérvio Novak Djokovic e a tcheca Petra Kvitova condecorados pela primeira vez.

Na categoria feminina de duplas, a escolha de Kveta Peschke e Katarina Srebotnik também foi inédita, enquanto os americanos Bob e Mike Bryan sagraram-se os melhores pela oitava vez.

Outro tcheco, Jiri Vesely, ficou em primeiro lugar como jogador júnior, triunfo conquistado também pela russa Irina Khromacheva. Em tênis para cadeirantes, os premiados foram Esther Vergeer e Maikel Scheffers.

Depois do suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal, Djokovic é o primeiro a ser eleito melhor jogador desde 2003 após um ano consagrado com três Grand Slam, Austrália, Wimbledon e o US Open, entre outras conquistas.

O balcânico garantiu que para ele é ‘um orgulho’ esta nomeação após 12 meses ‘perfeitos’. ‘Sempre tinha sonhado em ser o melhor do mundo e ganhar três títulos de Grand Slam. Acabar o ano como número um é muito especial’, disse.

Continua após a publicidade

A República Tcheca, que desde 1990 não tinha um melhor jogador do ano eleito, conquistou o título com Kvitova, de 21 anos. A tenista ganhou em Wimbledon e o Campeonato WTA entre um total de seis torneios, além de ter colaborado na vitória de sua seleção na Fed Cup.

‘Avalio muito este prêmio, que é o resultado de um ano maravilhoso, de um sonho que nunca me esquecerei’, disse a tcheca.

Escolhidos como melhores pela oitava vez, os irmãos Bryan somaram outros dois títulos de Grand Slam na Austrália e Wimbledon, assim como outros seis, ampliando os recordes para 75.

Peschke e Srebotnik foram escolhidas pela primeira vez. A dupla venceu seis torneios no ano, e Peschke também garantiu o ponto decisivo da República Tcheca na final da Fed Cup.

Os prêmios serão entregues no dia 5 de junho, em Paris, no jantar de cerimônia que a ITF celebra anualmente durante a disputa de Roland Garros. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade