Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Distúrbios em Londres não afetam Olimpíada, diz comitê

Por AE-AP

Londres – Chefe do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2012, Sebastian Coe afirmou nesta quinta-feira que há “lições a serem aprendidas” da onda de violência que atingiu a cidade de Londres, que sediará o evento no próximo ano. Assim, o dirigente avaliou que os tumultos permitirão que a capital britânica reforce a sua preparação para receber a Olimpíada e evitar a repetição destes incidentes. Além disso, negou que a imagem da próxima edição dos Jogos Olímpicos tenha sido atingida.

Coe falou publicamente pela primeira vez sobre os tumultos, que eclodiram no bairro de Tottenham, no norte de Londres no sábado. “Há lições a serem aprendidas e ao longo do ano nós vamos continuar nossos planos de contingência. Teremos que lidar com todo tipo de situações, incluindo a desordem pública”.

Coe, que foi duas vezes campeão olímpico, disse ter conversado com Jacques Rogge, presidente do COI, e outros dirigentes esportivos sobre o tumulto. Todos disseram que não acreditam que a imagem dos Jogos de 2012 tenha sido atingida pela violência. “Eles sabem que as coisas de vez em quando saem do controle nas cidades. Efetivamente dentro de dois dias tivemos tudo sob controle”, disse.

A onda de violência em Londres e outras cidades britânicas não afetou qualquer sede olímpica. Porém, alterou a programação do evento-teste do vôlei de praia para a Olimpíada de 2012, que foi realizado na terça-feira, mas com horas de antecedência por precaução.

Os tumultos causaram o cancelamento do amistoso entre Inglaterra e Holanda, que seria disputado na quarta-feira, no Estádio de Wembley. Além disso, três jogos da Copa da Liga Inglesa que estavam marcados para terça-feira também foram cancelados. Nesta quinta-feira, a partida entre Tottenham e Everton, pela primeira rodada do Campeonato Inglês, que seria disputada no sábado, foi adiada.