Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dirigentes pedem punições para torcedores que ameaçaram jogadores na Colômbia

Bogotá, 6 mar (EFE).- Os diretores do Deportes Quindío pediram nesta terça-feira punições aos torcedores que através de cartazes e e-mails ameaçaram a equipe por conta dos maus resultados no Campeonato Colombiano.

‘A Corporación Deportes Quindío faz um pedido especial pela concórdia e a sensatez, querendo punição às pessoas que recentemente enviaram ameaças escritas através de nosso e-mail e que pintaram grafites em nossas sedes, expressando suas decepções pelos resultados do atual campeonato’, afirma um comunicado da instituição.

Os diretores disseram entender a insatisfação, mas destacaram que não se justifica sob nenhuma circunstância essas situações, que, segundo eles, ‘passaram dos limites da tolerância’.

‘É compreensível a raiva e a frustração que permanecem quando os resultados não acontecem. É muito difícil, e nós também nos sentimos impotentes, mas são coisas que temos que saber conduzir e não criar um caos’, declarou o capitão da equipe, o goleiro Alejandro Otero, no mesmo comunicado.

‘Estamos conscientes de que a situação é complicada e agora é quando mais precisamos de apoio e tranquilidade para enfrentar isto e sair da situação difícil pela qual estamos passando’, acrescentou o jogador.

Por sua vez, o treinador do Quindío, Fernando Castro, declarou que não aceita as ameaças, ainda mais em uma cidade como a de Armenia, sede da equipe.

‘Esta é uma cidade boa, com gente trabalhadora, humilde. Não podemos aceitar as ameaças recentes. Faço um pedido pela concórdia, o povo não pode perder a cabeça e gerar este caos que só provoca mais danos’, afirmou Castro.

O Desportes Quindío ocupa a 15ª posição do campeonato, com apenas quatro pontos de 18 possíveis. Na sétima rodada, que acontecerá no próximo fim de semana, a equipe visitará o La Equidad em Bogotá. EFE