Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dirigente vascaíno faz contas e diz que seis vitórias garantem a taça

Enquanto o time misto do Vasco está na Bolívia para a partida contra o Aurora, pela Copa Sul-americana, os titulares seguem trabalhando visando o confronto contra o Internacional, no domingo, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro.

Já classificados para a Libertadores de 2012, os cruzmaltinos têm o título como único objetivo e, para o vice de futebol José Hamilton Mandarino, mais seis vitórias na competição podem fazer o time garantir a conquista da taça.

‘Nós temos pela frente 11 rodadas. Se nós vencermos seis jogos isso significa 18 pontos. Mais os 50 que já somamos, 68 pontos é contagem de campeão brasileiro. Isso é só um exercício matemático’, disse o dirigente.

Mandarino afirmou que a diretoria do Vasco segue trabalhando para poder mandar os clássicos em São Januário. Ele admitiu que jogos contra o Flamengo são complicados pela rivalidade das torcidas, mas ressaltou que um duelo contra o Botafogo pode acontecer pelo bom histórico de relacionamento entre torcedores dos dois clubes.

‘Somos um conjunto de vascaínos que querem todos os jogos em São Januário. Queremos jogos no nosso estádio, mas estamos sempre subordinando isso aos comandos do nosso Estado. Temos que acabar com os ódios entre os torcedores de Vasco e Flamengo e isso não pode colocar em risco na segurança das pessoas. Já um clássico contra o Botafogo pode acontecer em qualquer lugar, pois não há histórico de violência entre as torcidas. Contra o Flamengo, é uma situação mais delicada. Temos que entender que a disputa é somente dentro de campo’, declarou.

Mesmo sem o anúncio oficial até o momento, Mandarino afirmou que o meia Juninho Pernambucano deve permanecer do Vasco para a próxima temporada. O dirigente rasgou elogios ao experiente jogador e o chamou de líder dentro de fora do campo no clube.

‘Creio que sim (haverá renovação). O Juninho é um patrimônio do clube e sente isso. Existe uma relação intensa entre o jogador e o clube. Além disso, acredito que ele seja além de somente um atleta, um líder que tem o respeito de todos os setores do clube’, finalizou.