Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dirigente do Piauí pede a prisão de Ricardo Teixeira

O vice-presidente da Federação de Futebol do Piauí (FFP), Alfredo Ferreira Neto entrou com um processo em que pede a prisão do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. A decisão foi tomada, pois, na última sexta-feira, o mandatário da CBF assinou uma portaria anulando a votação para a presidência da FFP, realizada em novembro.

‘Saiu uma portaria da presidência da CBF na sexta-feira tornando nula a eleição, sendo que ela vai contra uma decisão judicial que já transitou em julgado. Isso é crime segundo o código penal, e por isso entramos na Justiça’, explicou Alfredo Ferreira Neto, em entrevista à Rádio Estadão/ESPN.

A decisão de Ricardo Teixeira foi tomada de acordo com acusações do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí, que apontou irregularidades durante o processo. Em meio à polêmica, o candidato derrotado por Cesarino Oliveira, Franklin Kalume, com o apoio de times que não concordaram com a situação, assumiu a presidência da Federação Piauiense de Futebol (FPF), que contempla os dissidentes da FFP, mas ainda não reconhecida pela CBF.

De acordo com Alfredo Ferreira Neto, o processo foi entregue nesta terça-feira ao juiz. Pelo curto tempo neste final de ano, o vice-presidente da FFP espera que uma definição aconteça apenas em janeiro.

‘Como estamos no último dia útil da Justiça do Piauí, que só retorna no dia 6 de janeiro, acredito que só nessa data teremos uma definição, mas paralelamente o presidente da FFP fez uma solicitação formal ao presidente Ricardo Teixeira para que ele revogue a portaria’, completou.