Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Dirigente da Fifa duvida que Copa de 2022 será no Catar

Theo Zwanziger afirma que o calor do verão no emirado coloca em risco a saúde de atletas e torcedores. Entidade pode anunciar mudança em 2015

Por Da Redação 22 set 2014, 10h44

Presidente da Federação Alemã de Futebol entre 2006 e 2012 e atualmente membro do Comitê Executivo da Fifa, Theo Zwanziger deu uma declaração controversa nesta segunda-feira. Em entrevista publicada pelo jornal alemão Bild, ele disse duvidar que a Copa do Mundo de 2022 será realizada no Catar. “Pessoalmente, acho que no fim a Copa não vai acontecer no Catar. Os médicos da Fifa dizem que não podem assumir responsabilidades em uma Copa do Mundo que aconteça naquelas condições”, disse o dirigente, que não estava no Comitê Executivo da entidade quando o emirado foi escolhido como sede do Mundial.

Leia também:

Investigação confirma corrupção em eleição do Catar-2022​

Michel Platini é envolvido em escândalo da Copa no Catar

Ricardo Teixeira é investigado por apoio à Copa no Catar

Continua após a publicidade

Catar inicia obras de primeiro estádio para a Copa de 2022

A principal preocupação é com o calor do verão no Catar, já que entre junho e julho, as temperaturas no local podem passar dos 50 graus. No começo deste mês, a Fifa apresentou duas opções de datas alternativas para o evento cercado por polêmicas. As datas oferecidas seriam entre janeiro e fevereiro de 2022 (paralelamente aos Jogos Olímpicos de Inverno, o que poderia causar conflitos com o Comitê Olímpico Internacional) ou entre novembro e dezembro do mesmo ano. O Catar promete instalar ar condicionado em todos os estádios, mas isso não basta na opinião de Zwanziger. “Uma Copa do Mundo não acontece apenas dentro dos estádios. Torcedores do mundo todo vão viajar para o Catar.”

Também pesam contra a candidatura do país asiático denúncias de trabalho escravo na construção dos estádios e de compra de votos. Uma investigação interna da Fifa sobre as escolhas de Rússia e Catar como sedes da Copa (de 2018 e 2022, respectivamente) foi finalizada e terá os resultados divulgados no primeiro semestre de 2015, quando a entidade pode anunciar mudanças nos locais onde os próximos Mundiais serão realizados.

(Com Estadão Conteúdo e Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade