Clique e assine a partir de 8,90/mês

Dirigente aprova empate do Inter e vê jogo com Galo como decisão

Por Da Redação - 15 jul 2012, 18h53

Nem sempre empatar em casa no Campeonato Brasileiro é um resultado ruim. Ao menos é esta a avaliação que faz o vice de futebol do Internacional, Luciano Davi, após o 0 a 0 contra o Santos, neste domingo, no Beira-Rio.

O dirigente aprovou a atuação da equipe e dos garotos que compuseram o time, que entrou em campo sem oito titulares, o que contrasta com as vaias dos torcedores ao fim do jogo.

‘A entrada da garotada deu outra dinâmica ao nosso jogo no segundo tempo. É claro que a pressão de fazer um gol e ganhar em casa atrapalha, mas não foi um resultado ruim. Estamos em quinto lugar, perto da zona da Libertadores’, lembrou Davi, que trata o jogo da próxima quarta-feira, contra o líder Atlético-MG, como uma decisão.

‘Temos um jogo importante contra o Atlético-MG, que não vale seis, mas 12 pontos. É o time que está mais longe de nós, seis pontos à frente. Se conseguirmos uma vitória lá para recuperar esses pontos perdidos em casa será muito bom’, projetou.

Em relação a Nilmar, que não acertou com o clube gaúcho e vai para o futebol do Catar, Davi preferiu não entrar em detalhes, mas deixou um recado para os torcedores.

‘Temos jogadores aqui dentro de casa para resolver este assunto’, informou, apontando os garotos Mike, Otavinho, Lucas Lima e Maurides como promessas para o futuro.

Continua após a publicidade
Publicidade