Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Diretoria do São Paulo evita pensar em substituto para Denilson

Por Da Redação 25 abr 2012, 10h46

A informação de que o volante Denilson irá voltar ao Arsenal, da Inglaterra, a partir de 30 de junho não irá causar um sentimento de desespero no São Paulo. O vice de futebol João Paulo de Jesus Lopes rejeita começar a busca por um substituto neste momento, mais de dois meses antes do fim do contrato de empréstimo do titular do meio-campo.

‘Não é prioridade buscar um substituto. Temos mais dois meses de contrato. Vamos avaliar mais para frente’, comentou o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A ideia da direção do São Paulo é aguardar uma posição do departamento médico sobre os volantes que se encontram em tratamento. O experiente Fabrício tenta superar uma série de lesões (musculares e no tornozelo), enquanto Wellington permanece em recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo.

‘Se entendermos que precisamos de outro volante, vamos atrás. Mas pelo que tenho sido informado pelo departamento médico, a evolução do Fabrício é boa, há expectativa que volte em breve. O Wellington também vai retornar para brigar pela vaga, e ainda contamos com o Rodrigo Caio’, ponderou João Paulo de Jesus Lopes.

Com a reta final do Campeonato Paulista, os destaques dos times do interior começam a receber propostas para jogar o Brasileirão. O São Paulo rejeita falar sobre a contratação de revelações, pelo menos por enquanto. ‘Estamos concentrado nas finais, não estamos vendo isso’, despistou João Paulo de Jesus Lopes.

Continua após a publicidade

Publicidade