Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Diretoria busca camisa 10, mas Mancini deve improvisar na função

Por Da Redação 7 jun 2012, 12h47

Nem a vitória contra o Palmeiras acalmou a incessante busca da diretoria do Sport por reforços para a equipe na sequência do Campeonato Brasileiro. A posição que mais preocupa o técnico Vágner Mancini é o de criação, principalmente pela ausência de um jogador com as características de ‘camisa 10’.

A diretoria rubro-negra segue em busca deste jogador, embora o diretor de futebol do clube, Guilherme Beltrão, reclame da escassez de jogadores com essas características no mercado.

‘Se alguém tiver um meia com até 27 anos, que chegue para assumir essa função aqui no Sport, estamos aceitando sugestões. O clube está disposto a abrir os cofres para contratá-lo. O problema é que ele não existe’, declarou.

Para as próximas partidas, a expectativa é que o técnico Vágner Mancini improvise um jogador do atual elenco na posição. O treinador acena com a possibilidade de dar a camisa 10 a Reinaldo, de 22 anos, que atualmente atua na lateral, mas iniciou a carreira jogando pelo meio de campo. Outra alternativa pode ser a improvisação do atacante Felipe Azevedo, autor do gol da vitória na partida desta quarta-feira, na posição, já que o jogador já atuou como meia no início de carreira.

‘Já fui bem sucedido jogando assim, e não teria problema em jogar novamente desta maneira. Não é muito a minha, mas estou disposto a ajudar. O Sport está em primeiro lugar’, declarou o jogador.

Após a vitória sobre o Verdão, o elenco rubro-negro se reapresenta na tarde desta quinta-feira, para o início da preparação visando o jogo contra o Cruzeiro, que acontece neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Continua após a publicidade
Publicidade