Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor financeiro da Fifa assume função de Jérôme Valcke

Alemão Markus Kattner substituirá o dirigente francês, afastado após ser acusado de participar de esquema ilegal de venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014

A Fifa anunciou nesta sexta-feira que o alemão Markus Kattner, diretor financeiro da entidade desde 2003, assumirá as funções de Jérôme Valcke, afastado do cargo de secretário-geral, depois de denúncias de participação em um esquema de desvio de verba de ingressos para a Copa do Mundo de 2014. De acordo com um porta-voz da entidade, Kattner “vai administrar os assuntos cotidianos como secretário-geral adjunto”. Ele deve permanecer no cargo até a próxima eleição presidencial da Fifa, em 26 de fevereiro de 2016.

Leia também:

Fifa afasta Jérôme Valcke, acusado de venda ilegal de ingressos

Valcke recebeu quase R$ 9 mi com venda ilegal de ingressos, acusa empresário

Caso Fifa: Justiça dos EUA anuncia que mais cartolas serão indiciados​

Kattner foi nomeado secretário-adjunto da Fifa em 2007, quando Valcke assumiu o cargo de secretário-geral. Nesta quinta, a Fifa pediu que uma investigação fosse aberta para averiguar o envolvimento de Valcke na fraude dos ingressos. O dirigente francês, o mesmo que sugeriu um “chute no traseiro” do Brasil durante a preparação para a Copa de 2014, foi acusado pelo empresário Benny Alon, dono da JB Marketing, de embolsar cerca de 9 milhões de reais com a venda de ingressos acima do preço tabelado.

Braço direito do presidente Joseph Blatter e membro influente na organização das últimas duas Copas, Valcke se defendeu das acusações por meio de seu advogado, Barry Berke. “Jérôme nega categoricamente as acusações inventadas e intoleráveis formuladas por Benny Alon sobre a suposta revenda de entradas para o último Mundial”, declarou.

Em maio, quando o escândalo de corrupção na Fifa foi deflagrado e resultou na prisão de sete dirigentes, além de outros cinco empresários que atuavam no meio esportivo, Valcke foi acusado de transferir 10 milhões de euros (cerca de 44,5 milhões de reais na cotação atual) para as contas de Jack Warner, ex-presidente da Concacaf, no intuito de retribuir à escolha da África do Sul como sede do Mundial em 2010. Seu nome, no entanto, não foi citado nas investigações do FBI até o momento.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, cumprimenta o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke O presidente da Fifa, Joseph Blatter, cumprimenta o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, cumprimenta o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke (/)

(Com agência Gazeta Press)