Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Diretor elogia Senna e evita projetar volta de Kubica

Por Da Redação 19 nov 2011, 09h16

Por AE

Enstone, Inglaterra – Faltando apenas uma etapa para o fim da temporada, o chefe de equipe Eric Boullier ainda não sabe quais serão os pilotos da Renault em 2012. O dirigente, que faz elogios ao brasileiro Bruno Senna e ao russo Vitaly Petrov, só definirá a situação da equipe francesa quando o polonês Robert Kubica se manifestar sobre sua recuperação física, após acidente no início deste ano.

“Nós temos a obrigação moral de dar uma chance a ele. Mas tomar uma decisão em outubro ou novembro não mudaria nada porque o mercado de pilotos está fechado. Estou esperando por ele [Kubica], que ele me diga como se sente. Preciso de uma garantia dele”, afirmou Boullier, que admite ter um “plano B” para o caso de Kubica ficar mais tempo longe das pistas.

Boullier, contudo, não revelou quais as projeções da Renault. Mas é certo que Senna e Petrov terão a concorrência do francês Romain Grosjean, piloto de testes da equipe. Com um bom desempenho na metade final da temporada, o brasileiro sai na frente em relação aos concorrentes.

“Acho que ele [Senna] correspondeu a todas as expectativas”, comentou Boullier. “Agora nós vamos avaliar se ele e Vitaly podem render ainda mais no futuro. Queremos estar entre as equipes top e com pilotos top”.

Apesar de evitar comentários sobre a equipe em 2012, o chefe de equipe projetou ter “grandes nomes” na Renault a partir de 2013. “Eu preciso de dois grandes nomes e o alvo é poder contar com eles em 2014, ou até 2013. O ano de 2012 ainda será um ano de reconstrução para a equipe e não estamos em uma situação favorável para atrair grandes nomes agora”.

Continua após a publicidade

Publicidade