Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor de estação de esqui nega culpa e diz que Schumacher esquiou em local proibido

Jean-Louis Mattei relembrou o acidente ocorrido há um ano

Mesmo um ano depois, as circunstâncias do grave acidente sofrido por Michael Schumacher em uma pista de esqui nos Alpes Franceses ainda não foram plenamente esclarecidos. Nesta terça-feira, Jean-Louis Leger-Mattei, diretor da empresa responsável pela estação de esqui de Méribel garantiu que o local apresentava perfeitas condições e isentou a estrutura da pista de culpa pelo acidente do maior campeão da história da Fórmula 1.

Leia também:

Um ano após acidente, situação de Schumacher ainda é um mistério

Schumacher �está paralisado e em uma cadeira de rodas�’

Schumacher: numa data histórica, família agradece aos fãs

Família de Schumacher gasta R$ 1,5 mi por mês com tratamento, diz jornal

Médico: Schumacher pode levar 3 anos para se recuperar

“O que aconteceu com Michael Schumacher foi há muito tempo e não foi nossa culpa”, explicou Jean-Louis à edição desta terça do jornal alemão Bild. Ainda de acordo com a publicação, não foram colocadas grades para separar as pistas do local onde Schumacher se acidentou. O diretor se defendeu argumentando que o ex-piloto foi esquiar onde não era permitido. “O acidente aconteceu fora das pistas demarcadas. Por que deveríamos fechar a estação? Não aconteceram mais acidentes lá”, afirmou o diretor da empresa Alpina.

No começo deste ano, uma promotoria investigou as causas do acidente e declarou o caso como uma fatalidade, isentando tanto a estação quanto os equipamentos usados pelo alemão. De acordo com as informações oficiais, Schumacher se desequilibrou e bateu a cabeça em uma pedra, sofrendo traumatismo craniano grave, apesar de estar usando capacete. Para aliviar a pressão no local ferido, o heptacampeão foi submetido ao coma induzido e ficou internado por nove meses em dois hospitais. No início de setembro, ele foi transferido para sua casa, na cidade suíça de Gland, onde dá sequência ao seu tratamento.

(Com Gazeta Press)