Clique e assine com até 92% de desconto

Diretor acha ‘praticamente impossível’ vender Montillo por menos de R$ 36 mi

Por Da Redação 22 dez 2011, 18h39

A diretoria do Cruzeiro continua irredutível: não aceita negociar o meia Montillo por menos de € 15 milhões (mais de R$ 36 milhões). Interessados na contratação do argentino, Corinthians e São Paulo não admitem pagar a quantia que o clube mineiro pretende receber pelo atleta.

‘O Cruzeiro não tem nenhum interesse em negociar o jogador por um valor inferior aos € 15 milhões. O doutor Gilvan [de Pinho Tavares, presidente] mantém esse número. Acho praticamente impossível que o Montillo saia por menos’, enfatizou Dimas Fonseca, diretor de futebol cruzeirense, à Rádio Globo. ‘É uma posição definitiva do presidente’, concluiu.

Segundo Dimas Fonseca, as negociações com Corinthians e São Paulo esfriaram. O Tricolor chegou até a anunciar sua desistência. ‘Mas o São Paulo abriu a possibilidade de emprestar alguns atletas e não apenas dar dinheiro, como quer fazer o Corinthians. Seria mais vantajoso para nós. Só que, mesmo assim, o valor é € 15 milhões’, repetiu o dirigente.

Para João Paulo de Jesus Lopes, vice-presidente de futebol do São Paulo, o futuro reforço para o meio-campo do seu time ‘dificilmente será Montillo’. ‘A não ser que haja uma reversão na postura do Cruzeiro, do ponto de vista comercial. Temos respeito por eles e estamos sendo bem recebidos pelo novo presidente, mas o número que querem pelo Montillo está fora da nossa realidade’, explicou.’Acredito que o São Paulo realmente tenha desistido do negócio, até porque não houve mais nenhum contato deles. Eles podem ter um plano B para a posição’, disse Dimas Fonseca, sem planejar uma reposição para Montillo no Cruzeiro. ‘Substituir um jogador à altura dele é sempre muito difícil.’

Continua após a publicidade
Publicidade