Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma recebe camisa personalizada do São Paulo e ‘tieta’ Rivaldo

Antes de deixar Fortaleza, o São Paulo encontrou a presidente Dilma Rousseff, em passagem pelo Ceará. E aproveitou para nomear Rivaldo como representante do elenco a entregar uma camisa personalizada à política com o número 13 (o mesmo de seu partida, o PT) e seu nome. Recebeu, em troca, a promessa de uma visita ao Morumbi.

Já nesta quinta-feira, dia seguinte à derrota para o Ceará pela Copa Sul-americana, o camisa 10 encontrou e conversou com Dilma ao lado do diretor de futebol Adalberto Batista, o diretor adjunto Julio Martins e o assessor da presidência José Francisco Manssur. De toda a comitiva, a presidente se entusiasmou por ver o jogador.’Antes de ir embora vou tietar um pouco o Rivaldo’, brincou a política antes de prosseguir com seus compromissos ao lado do governador do Ceará, Cid Gomes. O jogador retribuiu com elogios. ‘Parabéns pelo trabalho que vem sendo desenvolvido e que Deus siga te abençoando nesta jornada tão importante’, disse o meia.

Além de abraçar Rivaldo, Dilma ainda agradeceu o presente do ‘grande São Paulo e sua bela camisa’. Prometeu também, na próxima visita que fizer à capital paulista, conhecer a estrutura do clube. ‘A presidente recebeu o convite para conhecer o Morumbi e suas obras de modernização e disse que certamente irá nos visitar quando estiver em São Paulo’, contou Manssur.

A diretoria do Tricolor paulista ainda não digeriu o veto ao estádio como sede da Copa do Mundo de 2014. O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, antecessor e padrinho político de Dilma, chegou a garantir para Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, que o Morumbi estaria no Mundial. No ano passado, porém, o corintiano Lula acompanhou o anúncio da construção de uma arena para seu clube do coração, apta a receber a abertura da principal competição da Fifa.