Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diego Souza usa experiências ruins como exemplo na volta à Seleção

Melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2009, Diego Souza viveu altos e baixos no ano seguinte. Após entrevero com torcedores, deixou o Palmeiras e, na sequência, também não convenceu no Atlético-MG. Em 2011, aceitou vestir a camisa do Vasco para ser premiado: ele reencontrou a boa fase e espera transferir a confiança dentro de campo para servir a Seleção Brasileira.

Nesta quarta-feira, Diego Souza carrega chances de ser utilizado no jogo contra a Argentina, em Belém, pelo Superclássico das Américas. É a preciosa oportunidade de ajudar a equipe verde-amarela a buscar um título sob o comando de Mano Menezes.

‘Na minha carreira, sempre tive boas sequência, só em 2010 que não fui bem. Mas é uma situação que serve de experiência’, comentou o meio-campista.

Em campo, Diego Souza considera que demonstrou o seu potencial na volta por cima com a camisa do Vasco. Ainda assim, ele terá de provar aos torcedores que não está suscetível a uma nova má fase.

‘O futebol brasileiro é difícil. Todo mundo quer ser regular, mas hoje você se destaca e amanhã já sofre uma marcação forte dos adversários’, emendou.

Diego Souza não é um novato na Seleção Brasileira. Em 2009, o jogador chegou a ser utilizado em uma partida contra a Bolívia, pelas Eliminatórias do Mundial da África do Sul, e não correspondeu. Neste momento, aparece a chance de o meia mostrar que finalmente pode ser útil ao time pentacampeão mundial.