Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diego Costa volta a treinar e se diz pronto para a Copa

Brasileiro naturalizado espanhol se coloca à disposição para estreia

Confirmado na lista de 23 convocados da seleção espanhola, o atacante Diego Costa treinou normalmente na manhã desta segunda-feira e se disse em condições de disputar o Mundial. O jogador brasileiro naturalizado espanhol havia sofrido uma sequência de lesões musculares na coxa nas últimas partidas, mas teve rápida recuperação. “Já havia algum tempo que não tinha um período desses para me recuperar e acredito que estou muito bem. Quero treinar. Fiquei quase uma semana sem fazer nada e agora a única coisa que me falta é um pouco de treinamento’, afirmou o atacante do Atlético de Madri horas antes da atividade.

Leia também:

Com dois jogadores lesionados, Alemanha divulga lista final

Diego Costa pode perder o jogo, mas já ganhou a Espanha

Diego Costa faz tratamento com placenta de égua para jogar

Costa treinou com seus companheiros durante aproximadamente uma hora, sem acusar qualquer desconforto. Por precaução, o atacante só ficou de fora da última parte da atividade, que exigia maior esforço físico, assim como o lateral direito Juanfran, que também se recupera de lesão.

Perguntado se estaria em condições físicas de estrear no Mundial contra a Holanda, Diego Costa foi enfático e se colocou à disposição até para a partida desta semana contra El Salvador. “Claro. Por que não? Quero estar já neste último amistoso. Creio que posso jogar, só preciso ver com os médicos se posso ou não”, afirmou. Este foi o último treino da seleção na Espanha antes da viagem para os Estados Unidos, onde enfrentará El Salvador no sábado, no último compromisso antes da estreia na Copa do Mundo, diante da Holanda, em Salvador, no dia 13.

Diego Costa, de 25 anos, nasceu na cidade sergipana de Lagarto. Em 2013, ele foi convocado por Luiz Felipe Scolari para a seleção brasileira e, inclusive, jogou dois amistosos pelo Brasil, contra Itália e Rússia. No fim, do ano, no entanto, o atacante do Atlético de Madri recebeu um convite para integrar a seleção espanhola. Ele, então, optou por defender os atuais campeões mundiais, o que causou profunda irritação em Felipão. Esta será a primeira Copa do Mundo da carreira de Diego Costa.

(Com agência Gazeta Press)

–>