Diego Costa explica: ‘Na Espanha me sinto valorizado’

Jogador escolheu defender a seleção espanhola na Copa de 2014, no Brasil

Por Da Redação - 30 out 2013, 10h42

Um dia depois de a Espanha revelar que Diego Costa comunicou que prefere jogar pela atual campeã do mundo e, assim, descartar a seleção brasileira, o atacante do Atlético de Madrid nascido em Lagarto (Sergipe) afirmou que o reconhecimento dos espanhóis pesou na sua decisão. “Foi difícil decidir entre o meu país de nascimento e o país que me deu tudo, a Espanha. Repensei e vi que o certo é jogar na Espanha porque aqui eu fiz tudo. Tudo o que tenho na vida devo a este país, pelo qual tenho um carinho muito especial e me sinto valorizado.”

Leia também:

Felipão critica Diego Costa: ‘Deu as costas para um sonho de milhões’

Diego Costa já escolheu: virá à Copa pela Espanha

Publicidade

Copa, imigração e globalização: a escolha de Diego Costa

Diego Costa também retrucou o comentário do técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, que afirmou que o jogador deu as costas a um sonho de milhões de brasileiros e rejeitou seu país. “Não gostaria que as pessoas pensassem assim. Simplesmente me sinto valorizado aqui. Não foi uma rejeição. Tenho familiares no Brasil, onde nasci e onde viverei quando deixar de jogar futebol. Espero que as pessoas entendam e respeitem minha decisão.” Artilheiro do Campeonato Espanhol, o atacante demonstrou que está ansioso para vestir a camisa da Espanha. “Quando Del Bosque me convocar, vou dar meu máximo, não importa se estarei em campo 5, 10 ou 15 minutos. Esse país me deu tudo e espero retribuir de alguma forma.”

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade