Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desgaste dos jogadores preocupa Argentina contra Brasil

Depois do corte do meia D’Alessandro, lesão na coxa esquerda, e da baixa do também meia Riquelme, com problema no joelho esquerdo, a parte física se tornou a principal preocupação da Argentina para o confronto contra o Brasil, na noite desta quarta-feira, em Belém, pelo Superclássico das Américas.

Muitos convocados estão vindo de uma maratona de jogos, que incluem o campeonato nacional – brasileiro ou argentino – e a Copa Sul-Americana. O técnico do Boca Juniors, Julio César Falcioni, manifestou publicamente seu descontentamento em ceder atletas, que estão abaixo das condições físicas ideais, à seleção.

Um destes jogadores é o atacante Lucas Viatri, que admitiu o cansaço após três jogos pelo Boca Juniors, no Torneio Apertura (Campeonato Argentino), nos últimos dez dias. No entanto, ele garante estar em condições de enfrentar a seleção brasileira nesta quarta-feira, após realizar testes na Argentina. “Os médicos da Associação de Futebol Argentina me testaram e eu estou bem. Sei que estarei muito cansado se eu jogar esta partida, mas representar seu país é a melhor experiência que se pode ter”.

Duas equipes brasileiras também podem sofrer com o cansaço dos argentinos após o Superclássico das Américas, já que três jogadores que estão à disposição do técnico Alejandro Sabella atuam no país: os volantes Bolatti e Guiñazu, do Internacional, e o meia Montillo, do Cruzeiro.

(Com Agência Estado)