Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desgaste da viagem à Venezuela determinou empate, dizem tricolores

O empate por 1 a 1 no clássico diante do Botafogo, em partida realizada na noite deste domingo, foi explicado pelos jogadores do Fluminense como fruto do ‘desgaste acumulado’. Na última semana, a equipe encarou mais de 20 horas de viagem para Barinas, na Venezuela, onde enfrentou o Zamora pela Copa Libertadores. De volta ao Brasil, mal teve tempo para descansar antes da partida pela Taça Ri

Apesar do empate, os tricolores demonstraram satisfação com o resultado que deixou a equipe com sete pontos, no terceiro lugar do Grupo 2 da Taça Rio, o segundo turno da Taça Guanabara. Isso porque a distância em relação ao Bangu é de apenas dois pontos e ao Vasco de quatro, restando duas rodadas para o fim do turno.

‘A viagem atrapalhou, é complicado. Tivemos pouco tempo para descansar e tínhamos um jogo importante. Um ponto no clássico foi bom, agora é tentar ganhar os outros dois jogos e garantir a classificação, não está tão distante assim’, comentou o meio-campista Thiago Neves. Nas últimas rodadas, o Fluminense enfrenta Madureira e Olaria.

O atacante Wellington Nem, que também participou do empate por 1 a 1 diante do Botafogo, segue a mesma linha de raciocínio do camisa 7 e também projeta a sequência da competição: ‘Pesou a viagem, principalmente no segundo tempo. Estamos vindo de 13 horas de ida e 13 de volta, fomos para Lima-PER, voltamos. Deu trabalho, mas está bom o empate. Agora é esperar os próximos resultados para classificar’.

Com folga na tabela da Copa Libertadores, o Tricolor das Laranjeiras volta a campo pela Taça Rio apenas no próximo sábado, diante do Madureira. Por esse motivo, o técnico Abel Braga concederá folga de dois dias aos jogadores, que só se reapresentam na quarta-feira.