Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desgastada pela viagem, a seleção chega à Coreia do Sul

Neymar, Marcelo e Daniel Alves foram os primeiros a desembarcar em Seul

“O trajeto é cansativo, mas vale a pena a viagem para defender a seleção”, disse Neymar

Para alguns, foram mais de trinta horas entre salas de embarque e aviões. Para outros, que iniciaram a jornada no meio do caminho, foram doze. Depois de uma longa e cansativa viagem, a maior parte dos jogadores convocados por Luiz Felipe Scolari para os amistosos contra Coreia do Sul e Zâmbia finalmente chegou à Ásia. O grupo já começou a se concentrar em Seul para os jogos dos dias 12 e 15 de outubro. David Luiz, Dante, Maxwell, Ramires, Paulinho, Hernanes, Oscar, Lucas e Hulk serão os últimos a chegar, na noite de segunda-feira (no horário de Brasília). Os primeiros a desembarcar foram Neymar, Daniel Alves e Marcelo, que saíram da Espanha e desembarcaram na noite de domingo (de Brasília) na capital sul-coreana.

Leia também:

Victor, Dedé e Lucas Leiva, as três novidades da seleção

A virada da seleção – e o que você pode aprender com ela

Com reputação restaurada, Brasil sobe no ranking da Fifa

“O trajeto é cansativo, mas vale a pena a viagem para defender a seleção”, disse Neymar em entrevista à TV Globo. Daniel Alves disse que os jogadores estão acostumados com viagens como essa e não terão seu desempenho prejudicado nos amistosos. “Não será problema. Acredito que a nossa estadia por aqui será bem tranquila”, afirmou o lateral. O caminho dos atletas que atuam no Brasil não foi tão simples: a viagem durou mais de um dia inteiro. Jefferson, Diego Cavalieri, Victor, Dedé, Henrique, Alexandre Pato e Jô chegaram acompanhados do técnico Luiz Felipe Scolari e de outros membros da comissão técnica. O grupo chegou ao hotel na manhã desta segunda (de Brasília).

Para Dedé, que volta a ter uma chance na seleção depois de ficar ausente das últimas listas, o desgaste é pequeno se comparado à emoção de retornar ao grupo numa das últimas convocações antes da Copa. “Nem sentimos muito o cansaço por causa da expectativa e da emoção. Estou bem ansioso e feliz por essa convocação e essas horas no avião valem a pena”, contou. O Brasil enfrenta a Coreia do Sul no sábado, às 8 horas (de Brasília), no World Cup Stadium, em Seul. Três dias depois, na terça-feira, encara a Zâmbia, no Ninho do Pássaro, em Pequim, na China. Os amistosos servem como preparação para a Copa do Mundo. No fim de semana, a CBF marcou outro amistoso: 16 de novembro, em Miami, contra Honduras.

​(Com agência Gazeta Press)