Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Desfalcados, clubes articulam boicote à seleção olímpica

Liderado pelo Grêmio, grupo deverá pedir que 12 atletas de equipes nacionais sejam desconvocados por Dunga para não perder três rodadas do Brasileirão

Por Da Redação - 20 ago 2015, 09h58

Os principais clubes do país se articulam para boicotar a seleção brasileira olímpica. Liderado pelo Grêmio, o grupo planeja pedir à CBF a desconvocação coletiva de 12 atletas chamados na semana passada pelo técnico Dunga para o amistoso contra a França, no dia 8 de setembro, em Le Mans. Como o Campeonato Brasileiro não será interrompido, esses jogadores desfalcariam seus clubes em três rodadas.

“A ideia é fazer um movimento em conjunto para não desequilibrar o campeonato. A dispensa seria coletiva para não ter privilégio a nenhum clube. O movimento não é pessoal do Grêmio e, assim, ficaria mais fácil para a CBF tomar a sua decisão”, afirmou o presidente Romildo Bolzan Junior.

Leia também:

Seleção olímpica é convocada para amistoso e desfalca clubes no Brasileirão

Publicidade

Dunga convoca seleção com retornos de Kaká, Hulk e Lucas

Gilmar Rinaldi: ‘Ninguém está descartado na seleção. Nem tem lugar garantido’

Corinthians e Flamengo estariam dispostos a aderir ao movimento. Também tiveram atletas convocados pela seleção olímpica Bahia (Série B), São Paulo, Palmeiras, Fluminense, Atlético Paranaense, Atlético Mineiro e Cruzeiro. Os demais atletas atuam na Europa.

“São jogadores importantes para as equipes do Campeonato Brasileiro. Se alguém não quiser participar desse movimento, não tem problema. Mas a ideia é não prejudicar ninguém e fazer uma coisa que fique bem para todo mundo. A CBF, inclusive, não vai sofrer nenhum atropelo porque a seleção olímpica vai disputar apenas um jogo amistoso”, disse Bolzan, que também é integrante da Comissão Nacional de Clubes, grupo que reúne nove presidentes: cinco da Série A, dois da Série B, um da Série C e um Série D.

Publicidade

Com a dispensa coletiva, a estratégia dos clubes é tentar evitar que algum atleta sofra retaliações da CBF e não volte a ser convocado por Dunga. Apesar de o treinador ter sido o responsável pela divulgação da lista, quem comandará a equipe durante a excursão à França será Rogério Micale, técnico da seleção sub-20. Nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, o treinador será Dunga.

Atlético-MG, Corinthians e Grêmio também serão desfalcados pela seleção principal que disputará os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, nos dias 5 e 8 de setembro, com as convocações de Douglas Santos, Elias e Marcelo Grohe, respectivamente. O tema deverá ser discutido na próxima reunião da Comissão Nacional de Clubes, agendada para a primeira semana de setembro, no Rio.

CBF – Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções da CBF, disse nesta quarta-feira que não recebeu nenhum pedido de liberação de jogadores convocados para a seleção olímpica. O dirigente não parece disposto a atender a reivindicação dos clubes insatisfeitos com a convocação de Dunga.

O ex-goleiro aproveitou para revelar que a CBF estuda mudanças no calendário do futebol brasileiro e a principal medida seria não ter rodadas dos campeonatos no país em datas Fifa, reservadas aos amistosos da seleção e jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, como acontece na Europa. O dirigente comentou que o estudo está adiantado e, em breve, a CBF vai resolver o problema.

Publicidade

A lista de convocados da seleção olímpica:

Goleiros:

Ederson (Benfica-POR) e Jean (Bahia)

Zagueiros:

Publicidade

Lucão (São Paulo), Marlon (Fluminense), Walace (Monaco-FRA) e Rodrigo Ely (Milan-ITA)

Laterais:

Fabinho (Monaco-FRA), Maicon (Livorno-ITA), Wendell (Bayer Leverkusen-ALE) e Jorge (Flamengo)

Meio-campistas:

Publicidade

Rodrigo Caio (São Paulo), Lucas Silva (Real Madrid-ESP), Otavio (Atlético Paranaense), Eduardo Henrique (Atlético Mineiro), Rafael Alcantara (Barcelona-ESP), Andreas Pereira (Manchester United-ING) e Felipe Anderson (Lazio-ITA)

Atacantes:

Kelvin (Palmeiras), Alisson (Cruzeiro), Carlos (Atlético Mineiro), Luciano (Corinthians) e Luan (Grêmio)

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade