Clique e assine a partir de 9,90/mês

Deschamps avisa que jogadores não poderão mais errar na França

Por Da Redação - 9 jul 2012, 19h38

Um dia após ser anunciado como novo treinador da seleção francesa, Didier Deschamps foi apresentado como sucessor de Laurent Blanc e, tendo em vista as polêmicas que marcaram a participação francesa nas duas últimas grandes competições que disputou, declarou que não haverá espaço para novos erros graves dos jogadores.

‘Se um jogador comete uma indiscrição, será o meu papel decidir se ele será punido ou não. Não tenho a intenção de fazer ameaças, mas eu exijo um certo padrão de comportamento. Os jogadores não tem mais o direito de cometer erros graves’, avisou.

O ex-comandante do Olympique de Marselha explicou os critérios que irá utilizar para escalar a equipe. ‘Fora talento e habilidade, vou ter outros dois fatores em vista. O interesse e a moral da equipe são pontos chaves. Todos os jogadores precisam ter consciência disso’, revelou.

Campeão da Copa do Mundo pela seleção francesa em 1998, o técnico admitiu a dificuldade em classificar a equipe para a edição de 2014. ‘Meu trabalho é complicado porque caímos com a Espanha. Como atuais campeões, eles entram com o favoritismo’, comentou. Além de França e Espanha, Bielorússia, Geórgia e Finlândia integram o Grupo I das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2014.

Continua após a publicidade

O treinador, porém, se comprometeu a classificar a equipe, afirmando que irá deixar seu cargo em caso de eliminação. ‘É esperado que tenhamos que disputar os play-offs, mas faremos nosso melhor para classificar diretamente. Se eu não conseguir a classificação para a Copa, vou me demitir’, prometeu.

Publicidade