Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Derrotados, Atlético-MG e Santos ainda apostam em virada

Do lado dos vencedores, Flamengo e Cruzeiro tentam conter empolgação para confirmar sua vantagem nos duelos de volta das semifinais, na próxima quarta

“Não terminou. Conseguimos uma vantagem, mas é um jogo de 180 minutos”, afirmou Luxemburgo

Os times que jogaram em casa levaram a melhor na abertura das semifinais da Copa do Brasil, na noite de quarta-feira – mas os visitantes não jogaram a toalha e falam em virar a situação na volta, na próxima quarta. No Atlético-MG, o clima é de esperança, mesmo com a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no Maracanã. O técnico Levir Culpi acha que o placar foi exagerado, mas mantém o otimismo, garantindo que seu time tem condições de repetir a façanha das quartas, quando virou sobre o Corinthians no Mineirão depois de outra derrota por 2 a 0 fora de casa.

Leia também:

Flamengo vence Atlético-MG por 2 a 0 e abre vantagem

Cruzeiro vence no Mineirão e fica na frente do Santos

“O resultado foi ruim, mas o jogo está em aberto e não quero lamentar. Podemos reverter o resultado. Nosso time fará tudo o que puder para vencer o Flamengo no jogo de volta”, garantiu o técnico da equipe mineira, que reclamou de um pênalti não marcado quando a partida ainda estava empatada. “De uma coisa eu tenho certeza: nós teremos mais oportunidades no jogo de volta. Quem for ao jogo não vai se arrepender. Pelo menos vai ter emoção”, avisou. Para chegar à decisão, o Atlético precisa vencer o time carioca por três gols de diferença na partida de volta. Vitória atleticana por 2 a 0 leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Assim como Levir Culpi, o técnico do Santos, Enderson Moreira, não perdeu a confiança para o segundo duelo, na Vila Belmiro, depois da derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro. “Eu não acho que o Cruzeiro tenha sufocado a gente. Eles aproveitaram um lance em que nós erramos. No segundo tempo, nosso time controlou o jogo e em alguns momentos o Cruzeiro estava todo atrás”, analisou.” É claro que o Cruzeiro é muito competente, mas acho que a gente é capaz de reverter o resultado. Conhecemos o poder do Santos na Vila e sabemos o que esse time é capaz de fazer.”

Cautela – Do lado dos vencedores, o flamenguista Vanderlei Luxemburgo e o cruzeirense Marcelo Oliveira não se deixaram empolgar. “Não terminou. Conseguimos uma vantagem, mas é um jogo de 180 minutos”, afirmou Luxemburgo que fez muitos elogios ao Atlético. “É um adversário que tem uma velocidade impressionante e muita qualidade. No Mineirão, precisamos agredir o adversário e evitar tomar o gol.” Apesar da confiança na chance de classificação em Santos, Marcelo disse que o Cruzeiro poderia ter obtido uma vantagem maior. “Pecamos um pouco na jogada final, na hora de dar o passe para fazer o gol”, lamentou.

(Com agência Gazeta Press e Estadão Conteúdo)