Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Derrotado, presidente da Portuguesa promete ‘ir até o fim’

Manuel da Lupa confirmou intenção de levar o caso Héverton à Justiça comum

“Todo mundo do Fluminense chorou no fim do campeonato, agora estão todos comemorando. Eles não têm esse mérito”

O presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, lamentou a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que confirmou o rebaixamento do time paulista, nesta sexta-feira, e prometeu ir “até o final” para tentar evitar a queda à Série B do Campeonato Brasileiro – uma referência a uma possível ação na Justiça comum para tentar manter o clube na elite. “Rebaixada a Portuguesa ainda não está, né? A gente respeita a decisão, mas não concorda com ela. Existe um inquérito aberto no Ministério Público, que vai ouvir todo mundo e analisar se a decisão feriu ou não o Estatuto do Torcedor. Se feriu, nós vamos até o final”, declarou o cartola, em entrevista ao canal Sportv. “Vamos correr atrás dos direitos da Portuguesa. Futebol se ganha dentro do campo. Agora estão tentando arrumar um jeito de devolver o Fluminense para a Série A. Não é justo que uma caneta coloque a Lusa na Série B”, criticou o dirigente.

Leia também:

Clubes já falam num campeonato com 24 equipes em 2014

Portuguesa deve tentar adiar punição para 2014 no STJD

Depois do circo, é hora da justiça – de verdade – no futebol

Nem ‘final de tapetão’ deverá encerrar Brasileirão em 2013

“Todo mundo do Fluminense chorou no fim do campeonato, agora estão todos comemorando. Eles não têm esse mérito.” O presidente da Portuguesa falou abertamente numa ação em tribunal civil. “Vai ter outro julgamento dentro da Justiça comum”, afirmou. No entanto, ele deixou em aberto como será esse procedimento, porque deixará o cargo no fim deste mês. Em janeiro, Da Lupa será substituído por Ilídio Lico. “Não sei se o novo presidente tem essa mesma posição”, explicou. Da Lupa admitiu que um processo na Justiça comum atrasará a preparação do time para a próxima temporada. A queda para a Série B vai reduzir o montante que o clube vai receber da CBF, o que vai afetar a contratação de jogadores para 2014. “Não sabemos o que vai acontecer. A rede de televisão não acerta com a gente, porque não temos uma posição. Até com isso tivemos problema.”

(Com Estadão Conteúdo)