Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Derrota irrita zagueiro do Figueirense: ‘Essa p… da bola parada’

Por Da Redação - 1 jul 2012, 20h58

O revés de virada para o Palmeiras não foi bem digerido pelos atletas do Figueirense. Ao fim da derrota por 3 a 1, na Arena Barueri, o zagueiro Anderson Conceição não escondeu irritação ao falar sobre os gols sofridos, em especial os dois primeiros, ambos após cobranças de escanteio.

‘A gente fala tanto dessa bola parada, para não tomar a p… da bola parada no primeiro pau… Acabamos pecando hoje (domingo) e tomamos dois gols assim. Agora temos que melhorar. Nesses dois jogos em casa, temos que ganhar de qualquer jeito’, desabafou.

O tento de empate saiu aos 38 minutos do primeiro tempo: Román veio de trás e cabeceou para a rede. Já o segundo foi aos 39 da etapa final: Barcos aproveitou bobeada da defesa, ficou com a bola e a tocou entre as pernas de Wilson, decretando a virada.

Maikon Leite ainda fechou a conta dois minutos mais tarde, ao arrancar para a área e tocar na saída do goleiro, mas os primeiros gols é que irritaram o elenco da equipe catarinense. E não só Anderson Conceição. O experiente volante Túlio também reclamou das falhas.

Publicidade

‘A gente cansa de treinar isso, e levamos dois gols dessa maneira. Tem que ter consciência de que cada um tem que melhorar. Nosso time, pela qualidade que tem, não é para estar nessa situação. Temos que acreditar que podemos vencer qualquer time, mesmo fora de casa’, avaliou o jogador.

Antes de tentar vencer como visitante, o time comandado pelo técnico Argel Fucks terá dois compromissos seguidos em Florianópolis. No domingo, o Figueirense recebe o Vasco. Seis dias depois, o adversário será o Atlético-MG, mais uma vez no Orlando Scarpelli.

Publicidade