Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Derby na zona de rebaixamento do Brasileiro se repete após seis anos

O clássico deste domingo, no Pacaembu, não será o primeiro em que tanto Corinthians quanto Palmeiras, que já fizeram final de Campeonato Brasileiro, aparecem na zona de rebaixamento da competição. Os rivais paulistas passaram pela mesma situação em 2006, com a diferença de que, seis anos atrás, não tinham outra preocupação no momento a não ser vencer o Derby.

Se nesta temporada as equipes dos técnicos Tite e Luiz Felipe Scolari se apegam respectivamente às finais da Copa Libertadores (contra Boca Juniors) e da Copa do Brasil (diante do Coritiba) e duelarão no Pacaembu sem força máxima, naquela ocasião o clima que precedia o confronto no Morumbi era de preocupação.

Já haviam se passado 11 rodadas, e o milionário elenco alvinegro, campeão no ano anterior, ocupava a 18colocação, com nove pontos ganhos, enquanto o grupo liderado por Edmundo aparecia em penúltimo, tendo dois pontos a menos. O fim do duelo com vitória palmeirense por 1 a 0, gol de Paulo Baier, deixou o rival na vice-lanterna, mas não serviu para tirar o time de Palestra Itália da área de perigo.

Tite treinava o Palmeiras em 2006

Atualmente no comando do Corinthians, Tite era treinador do rival em 2006. Ele seria um dos responsáveis por tirar a equipe da zona de rebaixamento. Outra curiosidade do clássico vencido com gol de Paulo Baier é que o chileno Valdivia, que pode ir a campo neste domingo, havia sido recém-contratado e ainda não estava regularizado.

Agora, apesar de o Corinthians ocupar a última posição, com um ponto, e o Palmeiras, também ameaçado, aparecer com dois, o clássico ganha peso menor, porque a preocupação com a competição nacional não supera o receio dos dois lados de perder os principais jogadores para as finais que terão pela frente.

Receio justificável, ainda mais se levado em conta o exemplo de seis anos atrás. Naquela ocasião, as duas equipes não tinham disputas simultâneas, precisavam pontuar o mais rápido possível e escalaram o que tinham de melhor à disposição. Contudo, deram azar e acabaram perdendo peças importantes por lesão.

O atacante Nilmar, uma das estrelas do elenco montado pela MSI, de Kia Joorabchian, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito após dividida com o zagueiro Daniel. Minutos antes, o ex-goleiro Marcos teve de ser substituído por Diego Cavalieri devido à lesão na clavícula, sofrida em disputa com o atacante Rafael Moura.

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, o Corinthians vai inteiramente reserva por ter que fazer a primeira final com o Boca Juniors já na quarta-feira – o maior destaque entre os 11 titulares será Liedson, que vive má fase na temporada e está em fim de contrato. O Palmeiras, por sua vez, só começa a decidir o título da Copa do Brasil contra o Coritiba na semana seguinte e vai escalar uma formação mista, sem o artilheiro Barcos.