Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depois dos laterais, Felipão convoca atacantes para novo treino específico

Há sete jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro (quatro derrotas e três empates), o Palmeiras tenta achar soluções para fugir da crise. O técnico Luiz Felipe Scolari tem promovido até treinamentos inusitados e, após trabalhar somente com os laterais em atividade realizada na quarta-feira passada, vai convocar apenas os atacantes para treino específico na manhã de sexta-feira.

O ataque é o setor mais deficiente da equipe alviverde. São 37 redes balançadas na competição nacional, mesmo índice de Ceará e Cruzeiro, que lutam desesperadamente contra o rebaixamento. Apenas Atlético-PR (31) e Bahia (35), que também estão preocupados com a degola, marcaram menos gols.

Considerando apenas o segundo turno do Brasileirão, quando a queda de rendimento do time foi vertiginosa, os números são ainda mais preocupantes: foram apenas 12 gols marcados em 13 partidas disputadas. Na segunda metade da competição, a equipe só conseguiu marcar mais de um gol em um jogo uma vez, no empate por 2 a 2 com o Atlético-PR, em Curitiba.

Tido como principal atacante do Palmeiras no início da temporada, Kleber marcou apenas três gols na liga nacional e, afastado pela comissão técnica, não joga mais pelo Palmeiras. Para o jogo de domingo, contra o Coritiba, na Arena Barueri, Ricardo Bueno (um gol) e Fernandão (dois) brigam para atuarem ao lado de Luan, artilheiro palmeirense no Brasileiro com oito gols.

Vice-artilheiro do clube no torneio com cinco gols, o volante Marcos Assunção deve voltar à equipe após se recuperar de contusão no ombro direito, sofrida no jogo contra o Flamengo, no Engenhão. Já Valdivia, principal articulador da equipe e autor de dois tentos, está suspenso e não jogará.

Quando trabalhou apenas com os laterais Cicinho, Paulo Henrique, Rivaldo, Gerley e Gabriel Silva, a ideia de Felipão era fortalecer a marcação da equipe pelos lados do campo. No primeiro teste, o resultado não foi positivo, já que o Verdão acabou derrotado por 2 a 0 pelo Atlético-MG, no domingo. A atividade específica durou uma hora e contou também com os goleiros reservas.