Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Depois da queda, torcedores do Vasco e do Flu protestam

E cartolas prometem reconstrução para devolver suas equipes à elite em 2015

Por Da Redação 9 dez 2013, 06h44

Os dois rebaixados no domingo já ficaram perto de disputar a segunda divisão juntos em 2008, mas apenas o Vasco caiu – o Flu se recuperou de forma quase milagrosa

O rebaixamento de Vasco e Fluminense à Série B do Campeonato Brasileiro revoltou torcedores dos dois clubes. Na noite de domingo, as torcidas das duas equipes protestaram em frente às sedes dos respectivos times. Em São Januário, um grupo criticou a diretoria e pichou os muros. “Dinamite, você manchou sua história no Vasco”, dizia uma das mensagens, em referência ao presidente e ex-craque do clube. O time cruz-maltino teve sua queda decretada com a derrota por 5 a 1 para o Atlético-PR, na Arena Joinville, em jogo marcado pelo confronto entre torcedores dos dois times nas arquibancadas. Já nas Laranjeiras, um grupo compareceu ao local para protestar, enquanto viaturas da polícia protegiam o patrimônio do clube. No entanto, não houve pichações à sede do Flu, que foi rebaixado mesmo com a vitória por 2 a 1 sobre o Bahia. O Vasco terminou o Campeonato Brasileiro em 18º lugar, com 44 pontos, e o Flu, em 17º, com 46. As outras equipes rebaixadas foram Náutico e Ponte Preta.

Esta foi a primeira vez desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos que dois times grandes de um dos principais centros do futebol nacional foram rebaixados no mesmo ano. Vasco e Fluminense já haviam passado por essa vergonha em momentos distintos. Agora, farão um inédito clássico carioca na segunda divisão. Os dois rebaixados no domingo já ficaram perto de disputar a segunda divisão juntos em 2008, mas apenas o Vasco caiu – o Flu se recuperou de forma quase milagrosa e terminou o campeonato apenas um ponto acima da zona de rebaixamento. Os outros três principais centros do futebol nacional – São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais – não tiveram dois clubes grandes rebaixados juntos desde o início dos pontos corridos, em 2003. Enquanto a Série A se despede de dois grandes que já foram campeões nacionais em várias ocasiões, ela receberá de volta uma outra equipe tradicionalíssima em 2014: o Palmeiras, que subiu junto com Chapecoense, Sport e Figueirense.

Ajuda – O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, pediu a colaboração da torcida na luta da equipe para voltar à elite na próxima temporada. “O ano que vem será duro para o torcedor e não tenho direito de cobrar nada, apenas peço que eles usem sua paixão. Nos momentos mais difíceis, a paixão fala mais alto e move montanhas. Muitas empresas já tiveram momentos muito ruins e tiraram coisas boas para o sucesso”, afirmou o cartola, recentemente reeleito. “Sei que hoje todos sentimos uma dor profunda. Foi muito duro, mas o Fluminense tem uma história rica, de mais de 100 anos. Foi duas vezes campeão brasileiro nos últimos três anos. Mas se lembrarmos bem, 2006, 2008 e 2009 já foram momentos em que o clube esteve muito próximo de cair. Calhou de acontecer neste ano.” Já no Vasco, o diretor-executivo Ricardo Gomes disse que ainda não é hora de planejar a próxima temporada. “Vamos sentir esse desgaste da queda, ela vai machucar muito ainda. É um momento muito triste”, disse, repetindo o discurso de Roberto Dinamite depois do rebaixamento. “Nossa obrigação é trabalhar para recuperar a grandeza do Vasco.”

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade